quinta-feira, 11 de maio de 2017

Prefeito Francisco Nagib demite jornalista após críticas contra aliado e ex-prefeito Zito Rolim

Francisco Nagib [Foto/Divulgação]
Criticas direcionadas a ex-prefeito aliado de Nagib gerou exoneração de Leandro Sá em Codó. “O prefeito de Codó não aceita ninguém, em hipótese alguma, contestar nada contra ele”, afirmou Leandro Sá após receber noticia da sua exoneração.

Por Waldemar Ter - O jornalista Leandro Sá foi demitido da função de apresentador da TV Codó [emissora da prefeitura de Codó, canal 13] e exonerado do cargo de assessor de imprensa do executivo municipal, nesta quarta-feira (10). O comunicador explicou que tudo aconteceu por conta de uma crítica em seu blog (Veja aqui) direcionada ao ex-prefeito Zito Rolim – aliado do atual gestor Francisco Nagib (PDT).

Existem denúncias contundentes contra o ex-gestor Zito referente a atos suspeitos praticados enquanto esteve no comando do município, foi isso que publiquei em meu blog, o que acabou resultando na minha demissão porque o ex-prefeito é aliado do Nagib”, detalhou Sá em conversa com o blog do Domingos Costa.

O agora ex-apresentador do Jornal dos Coais – exibido ao meio dia – que exercia o cargo de assessor de comunicação no horário de 14h as 18h, também falou sobre o caso por meio de seu perfil no Facebook, em um desabafo intitulado “ME DESPEÇO DO TRABALHO”.

Infelizmente minha forma de pensar e de trabalhar não agrada aqueles que não suportam os homens sérios da imprensa de Codó, sou sério e não sou venal e muito menos faço chantagem com quem quer que seja, longe de mim isso. Meus princípios morais nunca permitiram isso e não vão permitir enquanto vida eu tiver, comprem o que quiserem, comprem quem quiserem, mas não comprem a dignidade e a decência daqueles que de fato tem personalidade. Fiquem todos com a paz do nosso senhor Jesus Cristo”, escreveu o ex-ancora da TV Codó.

Ditadura codoense

Fica minha solidariedade [e do Blog do Carlos Filho] ao colega que mantenho contatos há anos na Região dos Cocais e o repúdio ao prefeito Nagib pela sua forma perseguidora que, lamentavelmente, nos faz lembrar os tempos turvos da Ditadura, onde a imprensa era tratada de igual modo como hoje pode ser testemunhada em Codó.

Como bem analisou o também jornalista codoense Acélio Trindade, além de precipitada a exoneração do jornalista é reflexo da atual gestão: não tolera opiniões contrárias e, pior ainda, é proibido pensar dentro do governo, a não ser que seja em silêncio.

Uma administração onde os servidores, sobretudo os contratados, andam sobressaltados (rir, conversar abertamente, brincar, fazer anedotas ficou restrito apenas à um seleto grupo do primeiro escalão). Do blog de Domingos Costa

LEIA MAIS NO BLOG:
RECORDAR É PRECISO - Não há futuro sem o que você plantou [Parte 01]...