quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

A nossa verdadeira conversão

Foto/igrejanamidia10.com
Por JORGE RIOS - Meus irmãos e irmãs! Todas as vezes que estivermos vivendo algum tipo de tributação não devemos nos desesperar ou nos revoltar,  mas sim fazer um silêncio profundo e olhar para o Senhor Crucificado, contemplando todo seu sofrimento como: a sua oração e agonia, a flagelação, Jesus sendo coroado de espinhos, Jesus carregando a Cruz, e sua crucificação e morte. Depois de contemplarmos esses mistérios, devemos perguntar para nós mesmo: - Se meu Cristo passou por tudo isso quem sou eu para não passar.

Eu confesso a vocês que passei por tribulações terríveis e venci todas, vivendo essa experiência acima descrita, e ressurgi para uma nova vida! Hoje compreendendo se não tenho cruz para carregar ou mesmo tendo, devo ajudar o meu irmão a carregar sua cruz, atendendo em sua necessidade, como fez Simão Cirineu, que ajudou Jesus a carregar sua cruz.

Se assim fizermos estaremos testemunhando na prática a nossa verdadeira conversão. Um grande abraço!

Jorge Rios
Conselheiro/Diocese de Coroatá

OUTROS ARTIGOS
Que as palavras de Rios sejam ouvidas!!!