sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Bacuraus tentam bagunçar comício de Teresa Murad no centro de Coroatá

Imagens/Colaboradores do Blog
Ontem à noite, 29, um lamentável incidente quase prejudicava a festa da coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS, da candidata majoritária Teresa Murad (PMDB). Foi durante o seu último comício, na Praça José Sarney, centro de Coroatá. Um grupo de simpatizantes e aliados políticos do candidato oposicionista Luís da Amovelar Filho (PT) fez visita acintosa ao evento. Tiro, polícia e muita confusão foi o saldo do episódio.

A ação dos "Bacuraus" [os simpatizantes da Coligação do 13] aconteceu no exato instante da fala da prefeita Teresa Murad. O grupo dos 13 era liderado pelo cabo eleitoral Juvenal Tavares. O grupo tentou se aproximar do evento, mas foi visto pelos "Jacarés" [Os simpatizantes da Coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS]. Houve troca de vaias, seguida de ameaças verbais dos Bacuraus. O peemedebista Ricardo Murad solicitou o recuo dos seus correligionários. Contudo, os ânimos se exaltaram.

No confronto, os 13 foram afastados da área de comício pela segurança da coligação do 15. Em seguida, a certa altura dos fatos, na Rua Senador Leite, o clima ficou acirrado. Ouviu-se o disparo de um tiro. Por isso, a Polícia foi acionada. O grupo do Juvenal foi acusado de porte de arma. Veja abaixo o ataque dos integrantes da Coligação do 13. A hora que afrontam o pessoal da Coligação do 15. E a hora do tiro:





Os prejuízos do 13

Foto: Blog do Carlos Filho
Por CARLOS FILHO/COROATÁ - A reprodução isenta dos fatos sobre o último comício da coligação COROATÁ QUER MUDANÇA elenca a notícia de que houve um grande público, como ocorrera também no comício da coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS. Mas, no final, o testemunho de certa frustração pairou no ar, principalmente, durante o discurso do candidato a vice-prefeito Domingos Alberto (PSB). Uma parcela considerável de "Bacuraus" [os simpatizantes da Coligação do 13] deixou o espaço como se fosse um ato de protesto a algo desconhecido ou ignorado.

São quatro situações graves que levaram a festa para um resultado aquém da expectativa. Em um segundo tempo, o marketing político em torno da presença do governador. Flávio Dino não veio. A sua ausência causou muita frustração nos "Bacuraus". Também o "comunista" enfrenta sérios problemas de ordem eleitoral e, em especial, no sistema de segurança na Capital. Terceiro, o anúncio de uma "Bomba" furou. No imaginário do eleitor seria algo entre Dino X Ricardo Murad.

PESQUISA 

Um quarto prejuízo foi a ausência de divulgação de pesquisa registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A data para a divulgação, segundo o TSE, seria para esta quinta-feira, dia 29. O resultado só foi divulgado hoje, 30. Conforme o Instituto Data M, Luís da Amovelar Filho (PT) lidera com 55% contra 43,8% da candidata Teresa Murad (PMDB). Mas, o referido Instituto sofre críticas severas, deixando em questionamento o seu trabalho. Os "Jacarés" duvidam do Data M e têm pesquisa registrada no TSE para publicação amanhã, dia 01.

Por fora há um outro problema de percurso que era corrente entre os espectadores. À boca miúda, corria a tese de que, no meio da massa, havia muitas pessoas de outros municípios. Essa assertiva tem sido uma notícia recorrente nos bastidores políticos. De fato, ônibus e pau-de-arara estavam a perder de vista.

Além do mais, o transtorno causado pela fixação do palco no meio da rodovia MA-020 deixou muitos motoristas indignados. Caminhoneiros tiveram que passar em desvios complicados. Os "Jacarés" [Os simpatizantes da Coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS] diziam assim: - Se fosse do 15, a Polícia e a Justiça teriam agido prontamente em "defesa" da população...

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Depois da Ordem de Serviço, agora Prefeitura inicia, de fato, o asfaltamento da Avenida Magalhães de Almeida

Foto: Ronny Sales/Secom PMC
Com a garantia da legalidade, a Prefeitura retomou, nesta quinta-feira, 29, a pavimentação asfáltica da Avenida Magalhães de Almeida. Para a Administração, a obra é uma ação continuada da atual gestão que faz parte do programa local de urbanização das vias públicas. O Município desenvolve este trabalho desde o segundo semestre de 2013.

Os serviços estão contemplados em Convênio viabilizado por Emenda Constitucional, com liberação de verba do orçamento federal. Os recursos são exatos um milhão de reais para a urbanização da Avenida Magalhães de Almeida e a Rua Santa Luzia. As vias receberão asfalto, sarjeta, sarjetão de escoamento superficial, meio-fio e calçadas.

Na Avenida Magalhães de Almeida, 1.580 metros de asfalto serão aplicados, no trecho do Mercado Público até a entrada do bairro do Igarapé Grande, nas proximidades da antiga Guarita da Guarda Municipal. Os recursos garantiram ainda o recapeamento de outro trecho, o perímetro da Guarita até à Ponte do Igarapé Grande. No Centro, sobre a Rua Santa Luzia, serão aplicados 550 metros lineares de asfalto. Com informações da Secom PMC

SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO AQUI:

Prefeitura de Coroatá, em ação producente, leva asfalto para vias importante do Município
O dossiê da VERDADE - Parte I
Flávio Dino e G-10 apelam em Coroatá - O dossiê da VERDADE (Parte II)
"Comunistas" embargam obra da Magalhães de Almeida (O dossiê da VERDADE - Parte III)


Foto: Ronny Sales/Secom PMC
Foto: Ronny Sales/Secom PMC
Foto: Ronny Sales/Secom PMC

Precisa disso?

Foto: Do Blog do Carlos Filho
Parece que a ideia do governador "comunista" Flávio Dino ou de seus seguidores [incluindo o grupo G-10 de Coroatá] é incomodar mesmo ou, no máximo, chamar a atenção na marra; mas não se sabe de quem!!! A nossa reportagem fez sondagem na área e ninguém gostou da interdição descabida da MA-020, a rodovia estadual que corta Coroatá, atravessando o populoso bairro da Tresidela, para a realização do último comício da Coligação Coroatá quer Mudança. A conhecida Avenida Central com seu trânsito limitado prejudica principalmente os veículos de grande porte, o transporte de cargas pesadas, com desvio complicado.

O objetivo seria mostrar mais uma obra feita pela atual Administração Municipal? Na verdade, em demonstração de competência, o Município fez a pavimentação asfáltica da via. Foi uma obra em que o ex-prefeito Luís da Amovelar (PT), na tentativa de fazer, causou incontáveis transtornos à comunidade e desvio de recursos públicos.

São 45 municípios maranhenses contemplados com força federal

Coroatá, finalmente, foi incluída na lista. São Luís e São José de Ribamar não receberão tropas federais durante as eleições 2016. Nestes dois municípios, são as Polícias Federal, Militar, Civil e Corpo de Bombeiros que irão reforçar seus efetivos para garantir a segurança. A informação foi confirmada agora pela manhã pelo Gabinete de Segurança Institucional do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Na noite desta terça, 27, a Assessoria de Comunicação do TRE-MA noticiou equivocadamente que seriam 44 municípios, incluindo São Luís e Ribamar, mas o voto do ministro Luiz Fux do TSE ratifica que estas duas cidades não estão contempladas. No lugar de ambas, Dom Pedro, Chapadinha e Monção é que serão beneficiadas.

De acordo com o comandante do 24º Batalhão de Infantaria Leve, tenente coronel Carlos Frederico de Azevedo Pires, as tropas começam a chegar nas cidades autorizadas pelo TSE na próxima sexta-feira, ficando até o dia 3. Fonte: TRE/MA

Os 45 municípios são:
1 Amarante do Maranhão;
2 Araióses;
3 Água Doce do Maranhão;
4 Arame;
5 Bacuri;
6 Barra do Corda;
7 Benedito Leite;
8 Bequimão;
9 Bom Lugar;
10 Buriti;
11 Buriticupu;
12 Bom Jesus das Selvas;
13 Cajari;
14 Carolina;
15 Codó;
16 Coelho Neto;
17 Coroatá;
18 Cururupu;
19 Dom Pedro;
20 Fernando Falcão;
21 Guimarães;
22 Lago da Pedra;
23 Matinha;
24 Olinda Nova do Maranhão;
25 Mirador;
26 Sucupira do Norte;
27 Passagem Franca;
28 Buriti Bravo;
29 Penalva;
30 Pinheiro;
31 Pedro do Rosário;
32 Presidente Sarney;
33 Santa Helena;
34 Turilândia;
35 Santa Luzia;
36 Santa Luzia do Paruá;
37 Santa Rita;
38 São Raimundo das Mangabeiras;
39 Sambaíba;
40 São Vicente Férrer;
41 Tuntum;
42 Tutóia;
43 São Mateus;
44 Monção;
45 Chapadinha.

Flagrante de Ricardo Murad

Flagrante do peemedebista Ricardo Murad - Uma pequena amostra da polícia que está em Coroatá hospedada no hotel onde funciona o quartel geral do candidato de Flávio Dino.

SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO: 
COROATÁ - A ação das tropas de Dino
A PROVA DO CRIME - Flávio Dino arrebenta
E agora promotora?
ESQUEMA DE DINO - Ministério Público, no município de Coroatá, entra no jogo
Foto: Asscom/Dep. Ricardo Murad
Foto: Asscom/Dep. Ricardo Murad
Foto: Asscom/Dep. Ricardo Murad
Foto: Asscom/Dep. Ricardo Murad

COROATÁ - A ação das tropas de Dino

Arte/Do Blog Carlos Filho
Por CARLOS FILHO/COROATÁ - O clima esquentou pra valer em Coroatá. Mesmo com a proteção da polícia politizada de Flávio Dino, em defesa do candidato oposicionista Luís da Amovelar Filho - PT [Veja AQUI, AQUI e AQUI], o povo, nem os membros e simpatizantes da Coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS, se acovardaram. Reagiram e ontem à noite, 28, e madrugada desta quinta-feria, 29, saíram às ruas como nunca para vigiar os "Bacuraus" [seguidores dos "comunistas"]. É o que se captura também das redes sociais, na Internet, em comunidades do Facebook e em dezenas de grupos no WhatsApp.

A Jacarezada [aliados da candidata Teresa Muard - PMDB] detectou uma Pajero preta e uma Hilux prata, de propriedade de empresários locais simpatizantes e "fiscais" da Coligação do 13. Os veículos, como no episódio do Zé Carlos da Ferrama, estavam acompanhados de policiais. Foi denunciada, na madrugada, grande aglomeração de "Bacuraus" do 13 na porta da residência do candidato palaciano Luís Filho. Trata-se de uma movimentação pra lá de estranha...

O tempo fechou no Areal, no habitacional da Cohab, no Bairro da União, na Rua Yomar Trovão e no Residencial Dom Reinaldo.




Imagens: Asscom/Riba Maia
MAIS PERSEGUIÇÃO DO 13

Mas, quem mais sofreu ataques dos 13, nas últimas 24 horas, foi o vereador Riba Maia (PSC), líder de Governo na Câmara Municipal. Ontem, no final da tarde, na Rua Nova, no bairro do Areal, motoqueiros e um veículo de cor preta [placa NHJ - 1310/MA-São Luís], com a proteção de uma viatura da PMMA, molestaram o vereador. Veja em vídeo abaixo.

- Hoje fui o escolhido pelo grupo de Oposição. Me perseguiram o dia todo; várias carros adesivados, várias motos com garupa, tentaram de todas as formas me intimidar. Tentaram fazer eu entregar meu material de campanha. Fui perseguido e depois minha casa cercada por vários carros adesivados com foto do candidato Luís da Amovelar Filho e vários homens - desabafou Maia.

Por último, Maia chegou a ser perseguido também pelo professor Fernando nas proximidades dos Correios. Veja em vídeo abaixo. Hoje, 29, um idoso, em estado de choque, denunciou que o professor ameaçou o vereador de morte. A denúncia foi feita em uma farmácia da Cidade. O vereador foi acionado para atender ao idoso.



A PROVA DO CRIME - Flávio Dino arrebenta

Imagens: Reprodução/Facebook-R. Murad
Agora, mais do que nunca, está provado que o governador Flávio Dino joga "sujo" contra o processo eleitoral no município de Coroatá. Além do ataque à vice-prefeita Neuza Muniz, ao vereador, líder de Governo na Câmara Municipal, Riba Maia (PSC), das inúmeras ocorrências de rua envolvendo "tropas motorizadas" protegidas pelo Estado, eis que vaza na Internet outro caso grave de politização da Segurança Pública em favor do candidato oposicionista Luís Amovelar Filho (PT).

O empresário José Carlos, conhecido por Zé Carlos da Ferrama, foi flagrado em grupo de WhatsApp [Grupão do 13]. Ele, declaradamente, no comando de equipe da polícia do governador. Zé Carlos, em eventual necessidade da força, avisa a correligionários políticos sobre a referida proteção do Estado. Diz que está na "parte da fiscalização".

Para o peemedebista Ricardo Murad, o empresário, com a dita "fiscalização" que ele diz fazer nas ruas, representa o que a polícia de Flávio Dino está fazendo em Coroatá como parte do plano de ganhar a eleição na marra.

- Será que teremos que ter um cadáver aqui para que as autoridades tomem uma providência? Ontem, o vereador Riba Maia foi agredido na rua, sua casa ameaçada por uma gangue liderada pelo filho de Movelar, de nome Raoni, escoltado por policiais - alertou Murad. Na denúncia do peemedebista, em sua página no Facebook, está registrado que a polícia e o capitão Ricardo foram acionados pelo vereador. Riba teria sido orientado apenas a registrar um Boletim de Ocorrência.

E agora promotora?

Em postagem nas redes sociais a deputada Andrea Murad fez uma grave denúncia contra a postura da promotora Patrícia Espíndola que participou de abordagem truculenta contra a vice-prefeita de Coroatá, Neuza Muniz (PMDB). [Entenda AQUI]. A deputada adiantou que está preparando ação jurídica contra a promotora. A denúncia será dirigida ao Procurador Regional Eleitoral, ao TRE e ao CNJ.

- Passei a manhã com minha equipe jurídica providenciando uma ação a ser protocolada em vários órgãos contra um ato ilegal praticado pela promotora Patrícia, em Coroatá. A promotora eleitoral — que age a mando do governador Flávio Dino - e este que age com todas as forças para atrapalhar a campanha da prefeita Teresa Murad — acompanhava na viatura da polícia em ato de total intimidação contra a vice-prefeita e contra o vereador Wlisses Muniz, impedindo-os de continuar com sua campanha nos povoados de nossa cidade - alertou.

Andrea Murad disse ainda que a promotora deveria era defender os candidatos vítimas da polícia política que Flávio Dino enviou para Coroatá e não atrapalhar ou impedir a campanha.

- Ela está totalmente envolta aos interesses do governador, aos interesses do candidato de Flávio Dino. O trabalho da promotora, sem dúvida, não é o de puxar saco do governador. Justiça tem que ser feita! - disparou a peemedebista. Com informações da Asscom/Dep. A. Murad

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Outras comunidades esquecidas ganham iluminação pública em Coroatá

Foto: Jardel Louzeiro/DIP
Mais serviço em benefício da população de Coroatá foi entregue pela Administração Municipal, favorecendo a Zona Rural do Município. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura, através da direção do Departamento de Iluminação Pública (DIP), instalou 26 kits de iluminação pública no povoado Santa Cruz e São José do Gaioso.

Segundo o diretor do DIP Jardel Louzeiro, o programa é uma ação continuada da Prefeitura que já vem sendo desenvolvida desde o início do Governo. - Os povoados nunca tiveram iluminação pública. Agora tiveram a cobertura completa. Santa Cruz recebeu 20 kits. Os demais equipamentos, considerados de alta qualidade de rendimento, foram para o São José - frisou Louzeiro. Com informações da Secom PMC
Foto: Jardel Louzeiro/DIP
LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO AQUI

ESQUEMA DE DINO - Ministério Público, no município de Coroatá, entra no jogo

Imagem: Reprodução do Facebook/R. Murad
O peemedebista Ricardo Murad acaba de divulgar em sua conta no Facebook denúncia grave contra o Ministério Público, que fez atuação ostensiva em Coroatá, na tarde e noite de ontem, 27, e contra a força de polícia do Estado usada a gosto do governador "comunista" Flávio Dino e ao agrado dos opositores tupiniquins da prefeita Teresa Murad (PMDB).

Para Ricardo, ocorre o cúmulo do cúmulo. De fato, aposta, que o MPMA [Promotoria local] entrou mesmo no esquema de Flávio Dino. Já é corrente na opinião pública a notícia de que, para o "comunista", é uma questão de honra vencer em Coroatá.

Ricardo reproduziu o Boletim de Ocorrência registrado pela vice-prefeita de Coroatá, Neuza Muniz (PMDB). - A denúncia envolve, além da polícia política de Flávio Dino, a promotora Patrícia Espíndola. O idiota do governador já anunciou que Coroatá é o município escolhido para o encerramento de sua campanha. E agora a promotora se transforma em instrumento do governador. Estamos na expectativa até onde irá a Justiça Eleitoral local. - declarou Murad.

A DENÚNCIA

Conforme o BO, Neuza Muniz fora abordada por duas vez no povoado Vila Sete. Na primeira, por volta das 15:30h, uma guarnição da PMMA, comandada pelo CPTº/PM Ricardo, fez uma ação truculenta. Sob denúncia vazia, revistaram o veículo da peemedebista. Suspeitaram de certa quantia em dinheiro para suposto uso em compra de voto. Nada foi encontrado. Uma eleitora idosa passou mal devido a atuação da polícia.

Mas, como a ordem do governador é perseguir o Ricardo Murad, a mesma guarnição retornou, por volta das 18h, àquele povoado. Desta vez acompanhada da promotora de Justiça Patrícia Espíndola. A promotora usava a mesma viatura da PMMA. Neuza, assim, ficou coagida, intimidada, abalada psicologicamente, nem seguiu para o comício de sua Coligação no povoado Pau de Estopa. 

As abordagens têm cunho político, pois não houve constatação de nenhum ato ilícito. QUE VERGONHA PROMOTORA, QUE VERGONHA FLÁVIO DINO, QUE APELAÇÃO..... O POVO ESTÁ ASSISTINDO A TUDO ISSO DE CAMAROTE E VAI DAR A RESPOSTA A ESSA VERDADEIRA TRUCULÊNCIA E PERSEGUIÇÃO...

E os "comunistas", aliados e simpatizantes, ainda acusam Ricardo Murad de ser autoritário e perseguidor... 

terça-feira, 27 de setembro de 2016

O pior exemplo da história política do Maranhão – PARTE II


Na MA os buracos estão por quase que por toda a sua extensão, principalmente na metade de seu trajeto e proximidades a Coroatá. São depreciações, óbvio, de origem profunda e natural do solo que, infelizmente, pegaram também de calças curtas a equipe de engenheiros de Roseana. Em ressalva, diga-se que a ex-governadora, em final de mandato, não teve o tempo suficiente para uma avaliação mais apurada e técnica das interferências do solo.

Assim, o Governo Dinista preferiu sair, com a máxima brevidade, com o seu arsenal para o campo de batalha, uma avalanche de propaganda depreciativa contra o grupo Sarney e gastaram milhões com mídia ofensiva. Flávio Dino desdenhou dos Sarney. Tripudiou... Ele não podia falhar também!!!

Agora, faz operação tapa-buracos em sua própria obra de reforma da MA e fica caladinho da Silva. A prova mais contundente de que o tiro saiu pela culatra está na recuperação de alguns canais de escoamento de águas superficiais à beira dos acostamentos. Estas áreas foram reconstruídas, dentro do padrão Dinista, mas os canais quebraram de novo.

O remendo do remendo [Foto: Blog do Carlos Filho]
O remendo do remendo [Foto: Blog do Carlos Filho]
O serviço mal feito indica que os “comunistas” não têm padrão algum, não são exemplo de gestão nenhuma. Hoje apoiam quadros que simbolizam o seu perfil de malfeitor. Flávio Dino apoia SEM A MÍNIMA VERGONHA até Ficha Suja como o ex-prefeito LUÍS DA AMOVELAR [Clique neste link e conheça a história desse rapaz].

LEIA A PRIMEIRA MATÉRIA DESTA DENÚNCIA:
O pior exemplo da história política do Maranhão – PARTE I

ATENÇÃO: Em instantes leia a PARTE III

Atenção servidores municipais

A Prefeitura de Coroatá comunica que o pagamento dos salários de setembro serão pagos a partir desta quarta-feira, dia 28. Informa também que já fez para a Cooperativa Coopmar o repasse para pagamento dos seus cooperados relativo ao mês de setembro. Com informações da Secom PMC

ELEIÇÕES 2016 - Promotores eleitorais participam de treinamento no MPF

Fotos: José Luís Diniz (CCOM-MPMA)
Os promotores de justiça com atuação eleitoral, no interior e na capital, participaram nesta segunda-feira, 26, na sede da Procuradoria da República no Maranhão, em São Luís, de mais um treinamento sobre o processo eleitoral, que tem a culminância no próximo domingo, 2. Na pauta, o funcionamento das urnas eletrônicas, condutas proibidas na véspera das eleições, crimes e ações eleitorais.

O procurador-geral de justiça Luiz Gonzaga Martins Coelho afirmou que o órgão está à disposição para colaborar e garantir segurança e tranquilidade a todos, para um pleito eleitoral com transparência e lisura.

O secretário de Tecnologia da Informação do TRE Gualter Lopes falou sobre a segurança nas urnas eletrônicas, conforme determina resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele informou que até o dia 28 (quarta-feira) todas as urnas já estarão prontas para a votação. Elas são lacradas, ficando o seu uso programado para acontecer apenas no dia 2 de outubro, a partir das 8h. Fonte: TRE-MA

Eleições 2016 - faltam 05 dias

Hoje, TERÇA-FEIRA, 27 - Data a partir da qual nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto (Código Eleitoral, art. 236, caput). Último dia para que os representantes dos partidos políticos e coligações, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público e as pessoas autorizadas em resolução específica formalizem pedido ao juízo eleitoral para a verificação das assinaturas digitais do Sistema de Transporte de Arquivos da Urna Eletrônica, do Subsistema de Instalação e Segurança e da Solução JE-Connect instalados nos equipamentos da Justiça Eleitoral.
Último dia para os tribunais regionais eleitorais divulgarem na Internet os pontos de transmissão de dados que funcionarão em locais distintos do local de funcionamento da junta eleitoral.

Atenção servidores municiais

A Prefeitura de Coroatá comunica que o pagamento dos salários de setembro serão pagos a partir desta quarta-feira, dia 28. Informa também que já fez para a Cooperativa Coopmar o repasse para pagamento dos seus cooperados relativo ao mês de setembro. Com informações da Secom PMC

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

O pior exemplo da história política do Maranhão – PARTE I

- A “MUDANÇA” VEIO, MAS PARA O PIOR! Esta frase, pecha atribuída ao (des)governo do “comunista” Flávio Dino,  que até já virou clichê e viralizou na Internet, faz jus mesmo ao modelo inoperante da atual Administração Estadual. A prova mais recente e reveladora da gestão mais desastrosa de toda história do Maranhão está no flagrante do BLOG, uma denúncia sobre a saúde da MA-020, a estrada Vargem Grande-Coroatá. Abaixo o pior exemplo de Poder Executivo de todos os tempos, o lastimável presente imposto ao povo maranhense, ao cidadão coroataense, da Macrorregião do Leste do Estado. É Coroatá nas mãos de quem prometeu a “Mudança”

Por CARLOS FILHO/COROATÁ - A MA-020, de 72 quilômetros de extensão, está literalmente entregue à sua própria sorte! O Governo esnoba os recursos públicos como nunca. Em que pese o grande volume de verbas utilizado pelos “comunistas”, a estrada vai ficando uma verdadeira “tábua de pirulito”, cheia de buracos e remendos “à meia sola”. E isso sem que o Governo tenha qualquer constrangimento, sem que haja qualquer controle de qualidade ou prestação de contas. Nem mesmo a imprensa “séria”, que nunca enxerga erro dos “comunistas”, ensaia algum movimento de grito da verdade, da liberdade de expressão. Nem mesmo os seguidores tupiniquins do Dinismo, aquele GRUPO G-10 de Coroatá, reclamam de nada. Estão tipo o bacurau...

Feito do Governo de Roseana Sarney, com incentivo incondicional do peemedebista Ricardo Murad e gestão política da prefeita Teresa Murad (PMDB), a estrada foi entregue à nova Administração com cerca de 95% de obra concluída. Em julho de 2014 estava assim: Veja AQUI. Ao término do governo, restou apenas pouco mais de 07 Km de pavimentação asfáltica. A não entrega da obra por Roseana se deu por conta de entraves de ordem externa atribuídos a entes operacionais contratados. A MA foi construída com recursos da ordem de R$ 32.112.854,65, divididos entre recursos do Governo do Estado e Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Apesar de registros oficiais e de reportagens inúmeras, que marcam o feito da gestão anterior, Flávio Dino achou que a história era outra; que tudo não prestava; que tudo foi mal feito e mandou fazer “tudo direito”. Disponibilizou R$ 16 milhões para o patrocínio do estardalhaço midiático dos então “Balaios”; hoje, os ditos “Bacuraus”. Uma verba extraordinária, quase metade dos recursos de Roseana, quase igual ao volume empregado para a construção da rodovia original. – Muito dinheiro foi torrado, um exagero para o pouco que faltava fazer. A festa foi completa e o G-10 ficou bem afoito. Inclusive houve uma segunda inauguração da obra. [Texto com correção em 27.09.2016, às 11:42]

LEIA AQUI MAIS SOBRE A DENÚNCIA:
O pior exemplo da história política do Maranhão – PARTE II

Andrea Murad movimenta campanhas em Alto Alegre do MA e Peritoró

Foto: Nestor Bezerra/Asscom Dep. A. Murad
Após dia de visitas aos povoados em Coroatá neste domingo, 25, a deputada Andrea Murad partiu para um vasta programação nos municípios de Peritoró e Alto Alegre do Maranhão. Em Peritoró, prestou apoio ao candidato Dr. Júnior, um forte nome na disputa pela prefeitura. Na cidade, uma multidão participou de arrastão demonstrando a preferência do eleitorado. Em Alto Alegre do MA, ao lado do candidato Dr. Liorne (PMDB), o preferido do eleitorado no município, Andrea participou da caminhada das mulheres da Coligação do 15.

- Estou muito confiante com os nossos candidatos. Tanto em Coroatá, onde estou acompanhando de perto o desejo dos moradores de que o trabalho de Teresa Murad continue, assim como em Alto Alegre do Maranhão e Peritoró, onde nas duas cidades senti o amor, o respeito, a confiança da população [por] Dr. Liorne e Dr. Júnior. No dia 2 de outubro, sem dúvida, a população é 15 em Coroatá, é 15 em Alto Alegre e é 11 em Peritoró - avaliou a peemedebista. Com informações da Asscom/Dep. Andrea Murad.
Foto: Nestor Bezerra/Asscom Dep. A. Murad

Na cabina de votação, celular e máquina fotográfica são proibidos

A cabina de votação é o local reservado da seção eleitoral em que o eleitor pode expressar, com total sigilo e inviolabilidade, seu voto na urna eletrônica. Assim, quando se dirigir à cabina de votação, o eleitor deve tomar cuidado para respeitar as proibições contidas na legislação eleitoral para que tudo corra dentro da normalidade no instante do voto.

Com o objetivo de assegurar o sigilo da votação, não é permitido ao eleitor, na cabina, o uso de celular (inclusive para tirar “selfie” do momento do voto). Também são proibidos máquinas fotográficas, filmadoras, equipamentos de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer esse sigilo. Cabe à mesa receptora reter esses objetos enquanto o eleitor estiver votando.

No momento de votar, o eleitor pode levar para a cabina uma “cola”, um lembrete, ou seja, um papel com os números de seus candidatos para que possa marcar na urna eletrônica. Imprima aqui a sua.

No dia da votação, é permitida apenas a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos. Fonte: TSE

Operação de combate a propaganda eleitoral irregular apreende 20 veículos

Foto/Divulgação
Uma operação conjunta entre a Promotoria da 70ª Zona Eleitoral e as polícias Civil e Militar, realizada no último dia 22, apreendeu 20 veículos envolvidos em práticas de propaganda irregular eleitoral e compra de votos no município de Santa Luzia. A operação foi coordenada pelo titular da promotoria eleitoral, Francisco Thiago Rabelo.

Segundo o promotor, foi constatado que os veículos apreendidos tinham condutores sem habilitação. Outra irregularidade verificada foi o desrespeito ao limite de 80 decibéis, previsto na Resolução nº 23.457/2015, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O dispositivo estabelece regras sobre "propaganda, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas em campanha eleitoral nas eleições de 2016".

Participaram, ainda, da operação os delegados Ederson Coelho (regional de Santa Inês), Cláudia Almeida (Santa Inês), Alex Coelho (Santa Luzia) e o tenente Thiago Brito, do Batalhão de Polícia Militar de Pindaré-Mirim. O município de Santa Luzia localiza-se a 293 km de São Luís. Fonte: MPMA

Justiça Eleitoral recebeu mais de 32 mil denúncias pelo aplicativo Pardal

Em todo o país, a Justiça Eleitoral já recebeu 32.070 denúncias de irregularidades durante a campanha eleitoral das Eleições 2016. Esse número representa apenas os registros do aplicativo Pardal, lançado para todo país no dia 18 de agosto, logo após o início da campanha.

Qualquer cidadão pode fazer denúncia de irregularidade praticada por candidatos e partidos enviando fotos ou vídeos que comprovem indícios de crime que serão encaminhados ao Ministério Público Eleitoral (MPE). Cabe ao MPE avaliar a consistência das informações recebidas e formalizar eventuais denúncias aos juízes eleitorais de cada localidade.

Por ser o Estado mais populoso e com o maior número de eleitorado e, também, de candidatos, São Paulo é recordista de denúncias pelo aplicativo Pardal com um total de 6.444 registros. Em seguida aparece o Espírito Santo, cujo Tribunal Regional Eleitoral foi responsável pela criação do aplicativo e que já adota esse tipo de recebimento de denúncias desde 2012. Naquela Unidade da Federação, foram recebidas 3.160 denúncias referentes ás eleições deste ano. O estado de Pernambuco surge em terceiro lugar no número de denúncias com 2.841 registros.

Esses números consideram os seguintes tipos de irregularidades: compra de votos, irregularidades em doações, crimes eleitorais diversos, gastos irregulares, propaganda eleitoral, uso da máquina pública, dentre outros. As denúncias que envolvem a propaganda eleitoral somam 51,93% dos registros.
O aplicativo Pardal pode ser baixado nas lojas on-line para dispositivos móveis (celulares e tablets) e sistemas IOS e Android.

Denuncie por aqui: Pardal - Denúncias Eleitorais

Em comício, Andrea Murad repudia perseguição do governo Flávio Dino

Foto: Nestor Bezerra/Asscom Dep. A. Murad
Em discurso em Coroatá no sábado, 24, a deputada Andrea Murad (PMDB) criticou a perseguição de Flávio Dino na cidade onde o governador tem como seu principal inimigo político o ex-secretário de saúde, Ricardo Murad, e a prefeita Teresa Murad. Semana passada, Flávio Dino deslocou um forte efetivo para Coroatá, com presença de policiais, delegados e até o secretário de segurança, onde vêm cumprindo ordens do governador na intenção de beneficiar seu candidato comunista.

- Hoje, diante de tudo que estamos assistindo, dessa perseguição desenfreada, enquanto o Maranhão tá sofrendo a violência, com rebelião no presídio de Pedrinhas, a polícia tá aqui fazendo nada. Ele deslocou 10 viaturas com delegados e investigadores para ficarem aqui passeando. Que governador é esse? Pra perseguir adversários ele sabe botar polícia, mas não sabe botar polícia pra conter a bandidagem, ele não sabe botar a polícia pra conter as explosões a banco que acontecem todo o santo dia no Maranhão - falou a deputada.

Para a Andrea Murad, o governador vem abusando da autoridade e da estrutura do Estado por causa do medo de Ricardo Murad, que tem sido a principal voz de oposição à sua forma de administrar o Maranhão.

- [...] essa perseguição é porque Flávio Dino tem medo deste homem bem aqui, de Ricardo Murad, que bate com ele de frente. E agora por não concordarmos com esse abuso, ele [Flávio Dino] tá querendo colocar a polícia contra Ricardo Murad, como se fosse o carrasco da polícia. Mas não teve uma pessoa até hoje que tenha valorizado mais a polícia do que Ricardo Murad no Maranhão e a categoria sabe disso - disparou a peemedebista. Fonte: Asscom/Dep. Andrea Murad

COROATÁ EXCLUÍDA - TSE já autorizou envio de força federal para 199 localidades

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu, até agora, dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), 41 pedidos de requisição de forças federais para garantir a segurança nas eleições municipais de outubro. Esses pedidos envolvem 435 municípios ou localidades em 14 estados. Desse total, o Plenário já julgou 18 processos, englobando 199 municípios e localidades em nove unidades da Federação. Dois pedidos envolvendo 38 municípios do Maranhão ainda não foram analisados pelo Plenário do TSE.

No Acre, um pedido foi deferido para oito municípios. Em Alagoas, dois pedidos de Rio Largo e Pilar foram deferidos. No Mato Grosso do Sul, um pedido foi deferido para Caarapó. Em Mato Grosso, nove municípios. No Pará, também foi deferido um pedido para atender 70 municípios. No Piauí, o município de Parnaíba foi julgado improcedente pela Corte. No Rio de Janeiro, 11 municípios terão o reforço da força federal. No Rio Grande do Norte, 79 municípios foram julgados procedente. Em Tocantins, terão tropas para o município de Tocantínia e as aldeias indígenas Xerentes, Rio Sono, P.I Xerente, Brejo Comprido, Rio Vermelho, Pedra Branca e Cachoeira. No Amazonas, os municípios de Codajás, Coari e Maués vão receber apoio. Ainda estão pendentes de julgamento três pedidos dos estados de Rondônia e Paraíba. Fonte: TSE

Confira tudo o que é preciso para votar com tranquilidade

No próximo dia 2 de outubro, 144 milhões 88 mil 912 brasileiros vão às urnas para escolher 5 mil 568 prefeitos e 57 mil 931 vereadores. Só não votarão neste pleito municipal os eleitores do Distrito Federal e de Fernando de Noronha, onde não há representantes desses cargos, e os que estão cadastrados para votar no exterior, que só escolhem o presidente da República.

No Maranhão, somos 4 milhões 611 mil e 247 eleitores aptos a votar, sendo a maioria na faixa etária de 25 a 29 anos (12,29%) e de grau de escolaridade de ensino fundamental incompleto (28,30%). Em 2014, o número era de 4.495.864, ou seja, houve aumento de 115 mil 383 eleitores.

São Luís permanece com o maior número de eleitores do estado: 659 mil 779, seguida de Imperatriz: 151 mil 858. Estes e outros dados, como faixa etária, grau de escolaridade, evolução do eleitorado, sexo, podem ser consultados na estatística de eleitorado disponível no endereço eletrônico www.tre-ma.jus.br, guias Eleições / Eleições 2016 / Estatísticas.

Horário da votação
O eleitor pode ir à sua seção eleitoral para votar das 8h às 17h, considerado o horário local de seu município.

Local da votação
No título de eleitor constam informações sobre a zona eleitoral e a seção onde você vota. Mas, se você não sabe onde vota ou perdeu o título, pode consultar o local de votação e o número do seu título no site do TRE-MA (www.tre-ma.jus.br), guias Eleitor / Título e Local de Votação. Para esta consulta, basta informar o nome, data de nascimento e nome da mãe.

Documento
Não é obrigatória a apresentação do título de eleitor. No entanto, é necessário apresentar ao mesário um documento oficial com foto (carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação). Não será admitida a certidão de nascimento nem de casamento.

Ordem de votação
O primeiro voto será para o cargo de vereador. Para votar, digite os cinco números do candidato, confira o nome e a foto dele e, caso esteja correto, tecle “CONFIRMA”. Se você errou o número, tecle “CORRIGE”, digite os números corretos, e confirme o seu voto.

Para votar somente no partido, o chamado voto de legenda, o eleitor deve digitar somente os dois primeiros números, pois esses identificam o partido.

O segundo voto será para o cargo de prefeito. Ao final da votação, a urna eletrônica exibe a palavra “FIM” e emite um sinal sonoro indicando a conclusão do voto.

Justificativa
O eleitor que não puder comparecer ao seu local de votação e, em consequência, não votar, deve justificar a ausência. É necessária uma justificativa para cada turno em que o eleitor foi ausente. A justificativa pode ser feita no dia da eleição em um dos postos de justificativa ou em até 60 dias após a ausência.

Fonte: TSE, com edição

domingo, 25 de setembro de 2016

O troco a Flávio Dino

Imagem/Facebook-R. Murad
NÃO A VIOLÊNCIA, AO ABUSO E A REPRESSÃO

Por RICARDO MURAD/PMDB - Nem nos tempos mais obscuros da ditadura militar, quando o medo e a repressão se sobrepunham aos mais elementares direitos dos cidadãos, Coroatá viveu momentos de  terror e chantagem como os que estamos vivendo nesses dias que antecedem a eleição.

Sob o comando e as ordens diretas do governador Flávio Dino, violando a lei e a Constituição, estão impondo um clima de intimidação sobre o povo da nossa cidade, usando e abusando da força, recorrendo ilegalmente ao uso indevido de forças policiais, colocadas à disposição do ex-prefeito Luís Amovelar, um cidadão com seus direitos políticos suspensos, condenado pela Justiça a devolver mais de cinquenta milhões de reais desviados na sua gestão, e pelo presidente do PC do B, o famigerado Sebastião Araújo, mais conhecido como Ciba.

Os métodos fascistas utilizados pelas forças policiais que estão ocupando Coroatá e comprometendo a autonomia municipal e o próprio processo eleitoral serão denunciados, tanto no estado, como junto da Procuradoria Geral da República, do Tribunal Superior Eleitoral e Supremo Tribunal Federal por se tratar de uma ação ordenada pessoalmente pelo governador Flávio Dino.

É a liberdade e a democracia que estão em perigo. É um povo que está sendo vítima de um ataque miserável, covarde e inaceitável de quem, por detrás da força das armas e dos uniformes, quer a todo o custo e contra a vontade do povo inverter o rumo da história.

Vamos denunciar em todas as esferas essas manobras fascistas e ditatoriais de Flávio Dino e de seus lacaios. Coroatá não pode ser subjugada pela força e pela violência de um bando de irresponsáveis e ensandecidas criaturas que querem impor a sua vontade.

Viva Coroatá Sempre Livre e Soberano.

sábado, 24 de setembro de 2016

Flávio Dino usa força policial e Teresa Murad reage a truculência do governador

Imagem/Divulgação
A prefeita de Coroatá e candidata a reeleição pela coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS emitiu nota denunciando grave intervenção do Estado em Coroatá para favorecer o candidato do governador Flávio Dino, o Luis da Amovelar Filho (PT).

Provas foram colhidas e uma ação deve ser elaborada contra o abuso de poder político e de autoridade praticados no Município. Segundo a candidata, a cidade encontra-se sitiada na tentativa de impedir o livre exercício de sua campanha e “viabilizar a afronta à autonomia municipal, com a realização de obras eleitoreiras, sem a devida autorização municipal”, diz a nota.

A candidata ainda distribuiu para a imprensa um vídeo em que mostra a “força bruta” do Governo, com grande efetivo policial e a presença do secretário de segurança, para prosseguir com uma obra de asfaltamento totalmente eleitoreira, ilegal, através de uma empresa sem licença e sem comunicar previamente a Prefeitura.



Leiam na íntegra a nota oficial da candidata:

COMUNICADO OFICIAL

Na condição de candidata a prefeitura do município de Coroatá, eu, Teresa Murad, venho a público fazer uma grave denúncia.

Está havendo uma intervenção do Estado no município de Coroatá, razão pela qual anuncio que buscarei todas as medidas cabíveis para conter o abuso do poder político e a prática de conduta vedada do governador do Estado em favor do seu candidato, Luís da Amovelar Filho.

Tudo isso visa apenas impedir o exercício livre de todos os atos de minha campanha em Coroatá, pois o Município hoje encontra-se completamente sitiado por forças policiais.

Na cidade, que tem apenas um delegado, estão hoje 08 (oito) delegados da Polícia Civil. Além disso, foi deslocado um efetivo de centenas de oficiais da Polícia Militar que estão sob as ordens do secretário de segurança, presente em Coroatá, por delegação expressa do governador Flávio Dino, a mando do presidente do PC do B, Sebastião Araújo, e do ex-prefeito Luís da Amovelar.

O abuso de poder político e de autoridade é tão grande a ponto do candidato do governo transitar por toda a cidade em um veículo L-200 prata, acompanhando os delegados enviados.

Essa mesma força policial ostensiva tem sido usada para viabilizar a afronta à autonomia municipal, com a realização de obras eleitoreiras, sem a devida autorização municipal, na intenção única de fraudar as eleições comprometendo a igualdade entre os candidatos, pelo simples fato do meu opositor ter o apoio do governador Flávio Dino.

O clima é de medo e apreensão em plena campanha eleitoral. Estranha e fora da normalidade a presença do secretário de segurança do Estado, juntamente com todo esse efetivo policial. Ou seja, instaurou-se um verdadeiro estado policial em Coroatá a mando de Flávio Dino, às vésperas das eleições.

Tudo em favor de seus aliados, com a única finalidade de quebrar a normalidade e legitimidade das eleições que se aproximam e contra quem, notoriamente, lhe faz oposição política.

Mas casos de semelhantes abusos de autoridade já foram condenados pela Justiça Eleitoral, a exemplo da cassação do governador do Estado de Roraima e mais recentemente do governador do Estado do Amazonas, ambos afastados pela utilização de efetivo da polícia de forma indevida em campanha eleitoral.

Diante de tais fatos, conclamo todos os candidatos a vereadores, cabos eleitorais e simpatizantes a fortalecerem a campanha e fiscalizarem todos os atos dos adversários para que não deixem que atitudes como esse abuso de autoridade, ordenado pelo governador Flávio Dino, comprometam a lisura da eleição.

Teresa Murad
Candidata da Coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"Comunistas" embargam obra da Magalhães de Almeida (O dossiê da VERDADE - Parte III)

Obra embargada pelos "comunistas" em Coroatá [Foto/Arquivo do Blog Carlos Filho]
Não é típico de quem é BANDIDO por excelência falar daquilo que considera erro no outro, escamoteando a verdade sobre o seu próprio carácter doentio, de personalidade humana deformada? - Claro que sim e é o que faz o grupo dos "comunistas" com a aquiescência irresponsável do governador Flávio Dino, com a MILÍCIA de seus seguidores em Coroatá, quando tentam inverter a realidade, os papéis e "arrebentar" com as leis. Dino, que antes era juiz, hoje desrespeita a ordem e apoia Ficha Suja [o pior exemplo de gestor público, o líder do G-10, o ex-prefeito Luís da Amovelar] Saiba mais sobre ele AQUI.

Por CARLOS FILHO/IDALGO LACERDA - Dino, que agora tem a "cara" do Amovelar, invade Coroatá com o Mais Asfalto, programa agora deformado por força eleitoreira. A invasão da Edeconsil Construções e Locações Ltda foi sem o credenciamento legal, sem a habilitação da praxe institucional. E, paradoxalmente, a mídia apaniguada crucifica o seu maior adversário, o peemedebista Ricardo Murad, e a Administração Municipal que exigiu o devido licenciamento da obra no Bairro da União.

Resta, então, à Coligação da candidata Teresa Murad (PMDB) ajuizar uma AIJE, Ação de Investigação Judicial Eleitoral para que a Justiça possa apurar o crime de captação ilícita de sufrágios por meio de obra eleitoreira.

A TÁTICA "COMUNISTA"

Contudo, a tática "comunista" está denunciada e disseminada aqui. A população coroataense já tem o esclarecimento político da prática macabra. A manobra eleitoreira é invadir os colégios eleitorais, até o dia 30, jogando "borra" de asfalto, desperdiçando o dinheiro público a esmo. Vazando pelo ralo, as máquinas dos "benefícios" acabam desaparecendo no dia seguinte, deixando o município sem o fruto de um programa qualificado.

O esquema é fazer o impacto, o ato relâmpago, e jogar a culpa da exclusão e a paralisação das obras na conta dos adversários. Tudo isso não seria o avesso da dialética do governador de não financiar campanhas eleitorais de aliados no Estado? - Pelo visto, ele faz a maior manobra eleitoreira jamais vista. É nefasto e obscuro contra aquilo que jurou se isentar!!! 

MAGALHÃES DE ALMEIDA EMBARGADA

Agindo de forma maquiavélica e maldosa, o grupo dos "comunistas" mostrou as suas garras de gato. Nesta semana, longe dos holofotes de sua mídia palaciana, conseguiu embargar a obra de pavimentação asfáltica da Avenida Magalhães de Almeida e Rua Santa Luzia, no Centro. Alegaram ao Ministério Público a tese "Obra Eleitoreira". 

O Município, assim, deixou de executar o programa local de urbanização das vias públicas, uma ação continuada da atual gestão. O programa foi iniciado desde o segundo semestre de 2013 e,óbvio, não poderia sofre solução de continuidade, não tem nada com o período eleitoral.

De fato, a medida é tudo aquilo que os adversários da Administração desejavam, deixar o povo sem os benefícios, sem o melhoramento urbanístico da Cidade. Eis aqui os verdadeiros perseguidores do desenvolvimento, os perseguidores da população, de milhares de famílias coroataenses. Eis a dor de cotovelo deles, dos que não querem o bem de Coroatá!!!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Crime eleitoral ameaça campanha de LUÍS FILHO

Arte/Blog Carlos Filho
Por CARLOS FILHO/COROATÁ - Ontem, 21, aqui no Blog, veio à tona o indício de CORRUPÇÃO ELEITORAL protagonizado pelo Governo Flávio Dino em Coroatá [Saiba AQUI]. Sobre o asfalto relâmpago colocado a toque de caixa no Bairro da União a denúncia mostrou clara impressão de ação meramente eleitoreira e de abuso de poder econômico. Foi colocado em xeque a péssima execução dos serviços; o desperdício de recursos públicos; a pressa para a apresentação do "Mais Asfalto" (programa do Governo Estadual) e, o pior, o envolvimento direto de aliados do governador (incluindo o grupo G-10), que estão em campanha da Coligação do 13, de LUÍS DA AMOVELAR FILHO. O "comunista" Sebastião Araújo, o Ciba, e o secretário de Estado Márcio Jerry, não esconderam, no palanque, o objetivo da obra eleitoreira.

Blog mencionou que, certamente, a manobra eleitoreira dos "comunistas" seria questionada na Justiça pelo seu cunho político-eleitoral que estaria em evidência óbvia. Vale registrar ainda que a ação do Governo foi desprovida de aviso prévio à Prefeitura, ferindo a autonomia municipal. A Coligação Coroatá Não Pode Parar, através dos advogados Marcos Lobo e Elias Moura Neto, devem entrar ainda hoje com ação contestatória.

Mas, ontem mesmo, a mídia estadual também estourou a denúncia [Saiba AQUIAQUI e AQUI] No conteúdo veio um elemento a mais - a acusação de irregularidades no contrato do Governo com a empresa EDENCONSIL que joga a "borra" de asfalto. E isso não só em Coroatá, mas em Caxias e Paço do Lumiar.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Flávio Dino e G-10 apelam em Coroatá - O dossiê da VERDADE (Parte II)

Registro fotográfico de domínio público na Internet
Assim, do jeito que o Flávio Dino faz não resta dúvida que o propósito toma rumo duvidoso. Sobre o asfalto relâmpago em Coroatá, tem-se clara impressão de uma ação meramente eleitoreira. E a "boa" medida veio logo acompanhada de publicação de pesquisa do Data-M. O instituto bastante questionado pelos maranhenses colocou o candidato da Oposição na liderança do processo eleitoral. Contudo, no imaginário da população corre a assertiva de que a adversária estariam em condições bem mais confortáveis que a concorrência. O crédito está por conta de que a Administração de Teresa Murad (PMDB) vem apresentando volume de feitos consideráveis. É incomparável com a produção de oito anos da gestão anterior, do ex-prefeito Ficha Suja Luís da Amovelar
Por CARLOS FILHO/COROATÁ - Desde ontem, 20, as redes sociais, na Internet, e a mídia local estão abarrotados de notícias dando conta do asfaltamento pelo Estado de ruas no Bairro da União. Para os seguidores do governador Flávio Dino (incluindo o grupo G-10), o que importa mesmo é a chegada do benefício. Mas, a crítica adverte também para a qualidade dos serviços. E é muito provável, aposta-se, que a ação de Dino seja inclusive contestada na Justiça. Certamente, pelo seu cunho político-eleitoral que estaria em evidência óbvia.

Na verdade, a qualidade dos trabalhos marca o indício de corrupção, com o desperdício de recursos públicos em obra sem o devido acabamento. Para o asfaltamento, o solo não recebeu o tratamento adequado. Não houve estudo de saneamento. O asfalto foi colocado à toa, até sobre área de areia. Não foi feito sarjeta, meio-fio. Não houve a preparação do aterro com a compactação, nem a imprimação. O impermeabilizante é indispensável e consiste na aplicação de uma fina película de material betuminoso sobre uma superfície para a aderência do piche ao solo.

A pressa para a apresentação do "Mais Asfalto" (programa do Governo Estadual) é muito suspeita neste momento

O flagrante desta tese está na cobertura fotográfica feita pelos próprios aliados do governador. Fotos reveladas em grupos de WhastApp são provas cabais da tida irregularidade. Tem registro da presença de representantes políticos do governador Flávio Dino, como o superintendente regional da Articulação Política, Sebastião Araújo, o Ciba (PCdoB). Veículo com a propaganda eleitoral do candidato Luís da Amovelar Filho (PT) é manisfesto forte de movimentação eleitoreira. E não faltaram os gritos de guerra dos aliados regado a um bombardeio de fogos de artifício.
A festa do 13 nas redes sociais
Asfalto sem imprimação
[Registro fotográfico de domínio 
público na Internet]
Asfalto na lama, sem sarjeta e meio-fio
[Registro fotográfico de domínio público na Internet]
Asfalto sobre areia pura
[Registro fotográfico de domínio público na Internet]
Asfalto na lama, sem sarjeta e meio-fio 
[Registro fotográfico de domínio público na Internet]
A presença da campanha da Coligação do 13 
[Registro fotográfico de domínio público na Internet]
A presença da campanha da Coligação do 13 
[Registro fotográfico de domínio público na Internet]
A presença da campanha da Coligação do 13. Ciba presente 
[Registro fotográfico de domínio público na Internet]