quarta-feira, 16 de novembro de 2016

COROATÁ - Mulher teve cabeça decepada, mais um crime que desafia o Governo da "Mudança"

Foto/reprodução watsapp
Não é novidade que a criminalidade está sem controle do Estado. E em Coroatá, o Governo Flávio Dino deixa mesmo o aparelho policial desguarnecido sem estrutura compatível. Assim, nas últimas 72 horas, a onda de crimes bárbaros é sem limites. Há registros de tiroteios constantes na periferia, como o que ocorreu no bairro do Areal no último domingo e início de semana. Para completar, agora há pouco (manhã desta quarta-feira, 16) uma mulher foi encontrada morta com a cabeça decepada, bem ao estilo do alto comando do crime organizado do Maranhão que tem colocado as autoridades em situação de absoluto vexame.
A mulher, identificada por Francileude Gomes, foi encontrada sem vida, na Avenida do Aeroporto, bairro do Mocó. Teve a sua cabeça separada do corpo. Sofreu vários golpes de arma branca. Até o fechamento desta edição não havia informações sobre a localização da cabeça de Francileude.
A motivação do assassinato com requinte de crueldade envolve traços do submundo do crime. A vítima era companheira do traficante Júnior Banana, que morava no bairro da Cilene. Ele foi morto recentemente em confronto com a polícia. LEIA MAIS DETALHES AQUI