quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Só falta um pequeno bigode e se chamar Adolf para ser o ‘Hitler do maranhão'

Foto: Nestor Bezerra/Asscom Dep. A. Murad
A deputada Andrea Murad (PMDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (04) para denunciar os abusos praticados às vésperas das eleições em Coroatá pelo governador Flávio Dino e o comparou ao nazista Adolf Hitler.

- O governador Dino, a quem só falta um pequeno bigode e se chamar Adolf para ser o ‘Hitler do maranhão’, comandou pessoalmente a ocupação policial que Coroatá foi palco nos últimos dias de campanha e onde a lei, a ordem pública e as regras democráticas foram escandalosamente subvertidas, ao arrepio da constituição e com a conivência de uma promotora e uma juíza que mais pareciam funcionárias do governador. O que se passou de fato na eleição em Coroatá ultrapassou todos os limites do que é razoável e é um exemplo claro da forma déspota, irracional e ditatorial como alguém insano e desequilibrado governa um estado, recorrendo à força, à arbitrariedade e à descarada compra de votos. Tivemos um resultado fruto do maior abuso de poder econômico, político e policial jamais visto na história de Coroatá - discursou Andrea.

A deputada denunciou ainda que sitiaram militarmente Coroatá, perseguiram os principais candidatos à reeleição e promoveram uma verdadeira “escolta” para proteger possíveis ações de compra de votos. Ela também criticou duramente a suspensão da campanha antes do período eleitoral para que o candidato de Flávio Dino atuasse de forma ilegal e disse que o governador está com os dias contatos.

- O resultado eleitoral de domingo em Coroatá não reflete a soma dos votos. Reflete, isso sim, o despudor, a vergonha, o desrespeito total pelas regras democráticas e o ódio que, desde o palácio dos leões, um desequilibrado que necessita urgentemente de rápidos cuidados médicos a nível psiquiátrico, nutre por quem se atreve a lhe fazer oposição, tentando impedir que ele destrua ainda mais o nosso maranhão. Governador Flávio Dino, me ouça, tenha a coragem e a educação de escutar quem representa e foi eleita pelo povo do nosso estado: o seu tempo está acabando, a sua hora de cruzar a porta da rua chegando para nunca mais voltar. Já fez muito mal ao nosso povo e ao nosso estado para que as pessoas do bem possam assistir, destemidas e serenas, aos seus desvarios e irresponsabilidades - disse a peemedebista. Da Asscom Dep. A. Murad