sexta-feira, 7 de outubro de 2016

RAIO X - De um lado, responsabilidade; de outro, estresse

Fotos/Carlos Filho
Por CARLOS FILHO/COROATÁ - Bem ao contrário do que a gestão anterior fez [Detalhes AQUI, AQUI, AQUI, AQUI, AQUIAQUI AQUI], a Administração de Teresa Murad (PMDB), conforme sondagem deste Blog, mantém com serenidade o expediente nas repartições públicas em Coroatá, sem nenhum ato nocivo contra o patrimônio público, muito menos contra o conjunto dos servidores. Depois do processo eleitoral, a movimentação percebida limita-se a pequenos ajustes operacionais, medidas que têm confundido os chamados "Bacuraus", alguns dos simpatizantes da chapa majoritária vencedora e a própria equipe política do prefeito eleito Luís da Amovelar Filho (PT) que demonstra enorme ansiedade pelo poder.

Nesta semana pós-eleição, causou estresse na Oposição a entrega, por parte do Governo Estadual, de um conjunto de cadeiras destinadas ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), do bairro Novo Areal [Detalhes AQUI]. Muitos "Bacuraus" pensaram que a movimentação seria um improvável furto de patrimônio, tal qual fora feito na gestão do ex-prefeito Luís da Amovelar (PT).

Da parte de Teresa Murad, observa-se a readequação da estrutura funcional de alguns órgãos. A princípio, aposta-se que a ideia busca atender ao processo de transição de governo. Um exemplo seria a transferência da Secretaria de Assistência Social (SAS), que funcionava no Centro de Especialidades Médicas (CEM), para o próprio prédio da Prefeitura. O transporte de materiais de expediente e alguma mobília também tem deixado os "Bacuraus" enlouquecidos...

Quiça a liberação de espaços no CEM não venha a facilitar a imediata abertura do Hospital Geral do Município (HGM), como tanto defende o time dos "Bacuraus". Na verdade, a futura Administração está recebendo um grande presente e terá a obrigação de fazer de modo urgentíssimo.