segunda-feira, 24 de outubro de 2016

O estardalhaço midiático... TV, advogado e "comunistas" no "barco" da MENTIRA

Flagrante da própria TV apadrinhada mostra carga destinada à Rede de Ensino Estadual
Por CARLOS FILHO/COROATÁ - Desinformação e falta de cobertura qualificada levam desserviço à uma parte da população do Município. Depois de episódio "espetacular" que cercou a entrega de uma carga de livros didáticos à Prefeitura, na última semana, ficou claro o amadorismo de instâncias do Governo Flávio Dino, de advogado apaniguado e de grupo local de seguidores Dinistas, além da própria mídia alinhada ao prefeito eleito Amovelar Filho (PT).

O procurador Geral do Município e coordenador da equipe de transição do Governo Teresa Murad, Elias Moura Neto, divulgou nota oficial desconstruindo mentiras geradas pelo grupo Amovelista. Esclareceu que o Município, ao contrário do que foi dito, recebeu sua encomenda, deixando remessa endereçada à Rede de Ensino Estadual a cargo da Regional de Codó. LEIA NOTA ABAIXO

ESTARDALHAÇO MIDIÁTICO...

A bem da verdade, a reportagem do programa Coroatá na TV [Canal católico 17, da Rede Vida] foi bem infeliz ao afirmar que a Prefeitura não recebeu os livros, deixando caminhão que transportava a carga rodando pela Cidade. Foi dito que a equipe de transição de Amovelar Filho tomou conhecimento do fato e o encaminhou ao Ministério Público. Lamentável, o advogado Leno Franco Silva foi apresentado como da equipe de transição Amovelista. Ele mesmo criticou a redação do Coroatá na TV, dizendo que o seu nome, inclusive, teria sido escrito com erro. Assegurou ainda que nem se apresentou como membro da equipe de transição.

Contudo, o advogado apadrinhado mentiu na reportagem ao garantir que o Município não recebeu os livros tidos como de reserva técnica. Pior, em nota pós-evento, também voltou a mentir. Na melhor das hipóteses, o advogado teria sido displicente. Não checara as informações. O advogado radicalizou ao afirmar que a responsabilidade sobre a carga era de competência do Município. Os Amovelistas, os "comunistas" e a sua mídia não viram, e esta nas imagens da própria TV, a indicação de que parte da carga seria de responsabilidade do Governo Dinista. Mas, mesmo assim, preferiram fazer estardalhaço midiático.... Palmas pra vocês...


_______________________________________________________
Elias Moura Neto
21 de outubro às 18:18 · São Luís ·
NOTA DE REPÚDIO
Venho como Procurador Geral do Município de Coroatá e Coordenador da equipe de transição do Governo Teresa Murad Repudiar a entrevista concedida pelo advogado Dr. Lennon Franco no programa do Antonio Silva ao qual o mesmo prestou informações mentirosas, alegando ser da equipe de transição do prefeito eleito Luis Filho, onde afirmou sem veracidade e conhecimento da realidade dos fatos, que a Prefeitura Municipal de Coroatá estaria se negando a receber livros didáticos de sua responsabilidade.
A verdade e que chegou no município um caminhão com livros didáticos para serem distribuídos na rede de ensino municipal e estadual, e, a Secretaria Municipal de Educação afirmou que somente receberia os livros competentes ao município, pois para o recebimento dos de competência estadual, caberia a Regional de Codó.
Já de inicio lamento a falta de seriedade com que o assunto foi abordado, por alguém que não faz parte da equipe de transição e não pode responder pelo grupo.
Como advogado, Procurador do Município e membro coordenador da equipe de transição de Teresa, me manifesto aqui pedindo seriedade, veracidade e plausibilidade nas informações prestadas, para que possam assim ser cumpridas as exigências legais que beneficiam o povo.
A população coroataense não merece ser utilizada como massa de manobra para autopromoção ou ainda a promoção de lado a ou b. Falemos das verdades com dados que provem o que é falado. Assim se respeita as pessoas.
A transição está se iniciando civilizada, séria e legal como todas as ações da Prefeita Teresa Murad, e não será desqualificada com inverdades.