terça-feira, 11 de outubro de 2016

COROATÁ - Chupa Pipo foi absorvido

Foto/Divulgação
O Poder Judiciário em Coroatá realizou julgamento na Comarca nesta segunda-feira, dia 10. No banco dos réus, Antônio dos Santos Marques, o Chupa Pipo. Ele era acusado de ter matado a idosa Raimunda Cavalcante de Jesus, a golpes de facão. O conselho de sentença optou por absolver o lavrador, acatando a tese de inimputabilidade levantada pela defesa.

A sessão foi promovida pela 2ª Vara de Coroatá, sendo presidida pelo juiz Francisco Ferreira de Lima, titular da unidade judicial.

O crime aconteceu em maio de 2013, no Povoado Maracajá, localidade do Município de Coroatá. Restou comprovado que Antônio Marques, conhecido pelo apelido de “Antônio Doido”, foi o autor dos golpes de facão que mataram Raimunda Cavalcante de Jesus.

Foi aplicado em desfavor do réu medida de segurança, que consiste em internação pelo prazo mínimo de um ano em estabelecimento adequado mantido pelo Estado do Maranhão ou em outra instituição definida pela Vara de Execução da Comarca.

Durante a audiência, Chupa Pipo ressaltou raiva da vítima e ausência de arrependimento, demonstração de sérios problemas mentais. Com informações de Michael Mesquita/CGJ