segunda-feira, 10 de outubro de 2016

COROATÁ bem diferente de Nina Rodrigues

Devido ao atraso no pagamento dos salários de parte dos servidores da Prefeitura de Nina Rodrigues, o Ministério Público do Maranhão solicitou, em Ação Civil Pública de obrigação de fazer, que seja efetuada a quitação das remunerações em atraso. A manifestação foi ajuizada no último dia 4 contra o prefeito José Ribamar da Cruz Ribeiro e contra o referido Município. Formulou a ACP o promotor de justiça Benedito Coroba, titular da Comarca de Vargem Grande. Vale enfatizar que a obrigação da folha de pagamento, em Coroatá, sempre foi mantida. A prefeita Teresa Murad (PMDB) paga em dia, até antecipadamente, desde o início de sua gestão.

Representações encaminhadas por servidores e pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nina Rodrigues (SINSPUNR) apontaram que a prefeitura de Nina Rodrigues atrasou a remuneração de funcionários que se manifestaram a favor do candidato adversário. Aqueles que declararam voto ao atual prefeito teriam recebido regularmente seus salários.

Ao todo, 74 servidores - entre agentes operacionais, guarda de endemias, etc - compareceram à Promotoria de Justiça informando que estavam com seus salários atrasados. Foi pedido à Justiça o bloqueio de todos os recursos municipais. O objetivo é garantir o pagamento de setembro, além de outubro, novembro, dezembro e 13º. Com informações de Eduardo Júlio/CCOM-MPMA