terça-feira, 6 de setembro de 2016

Votação paralela 2016: Comissão foi instalada nesta segunda, 5 de setembro

Divulgação - TRE/MA
A instalação ocorreu no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, onde foram entregues cédulas de votação para preenchimento dos partidos, informe acerca do cronograma das atividades e forma de credenciamento dos fiscais para acompanhamento de auditoria. Os trabalhos da Comissão de Auditoria das urnas eletrônicas mediante votação paralela em 2016 serão coordenados pela juíza Karla Jeane Matos de Carvalho. Nestas eleições municipais serão sorteadas 4 seções, sendo uma obrigatoriamente de São Luís e as demais do interior do Estado.

A votação paralela é uma sistemática simples de auditoria do funcionamento das urnas eletrônicas que tem por objetivo comprovar a lisura do processo eleitoral, demonstrando que o programa da urna eletrônica não contém vícios. Ela é prevista pelas Resoluções 23.458/15 do TSE e 8.963 do TRE-MA.

O procedimento de auditoria por meio da votação paralela será realizado no dia 2 de outubro, no horário da eleição convencional, das 8h às 17h, no TRE-MA. Já os partidos deverão, até o dia 23 de setembro, entregar as cédulas devidamente preenchidas e mediante ofício protocolado no TRE-MA, indicar, no máximo, dois representantes para acompanhar os trabalhos de auditoria no dia da eleição.
O ambiente onde são realizados os trabalhos é restrito aos membros da Comissão responsável e aos auxiliares por ela designados, assegurando-se a fiscalização de todas as fases do processo por pessoas credenciadas e os auditores da empresa contratada pelo TSE.

Participaram da reunião o representante do Ministério Público Eleitoral, promotor Pablo Bogéa Pereira Santos, o Representante do Partido da Mulher Brasileira (PMB), Jorge Leonardo Artacho de Castro, e o representante da Polícia Federal, Francisco Robério Lima Chaves. Fonte: TRE/MA