segunda-feira, 5 de setembro de 2016

QUE ISSO DINO!!! Professores são agredidos na frente do governador em Pedreiras

Esse grupo de professores foram agredidos
Do BLOG DO CARLINHOS - Professores da rede estadual e militantes do PCdoB foram agredidos covardemente durante uma carreata do governador Flávio Dino em apoio ao candidato a prefeito de Pedreiras, Dr. Humberto Feitosa (SDD). Os agressores foram seguranças e aliados do governador. O fato lamentável aconteceu na manhã deste sábado, dia 3; próximo ao famoso castelo da cidade de Pedreiras. No momento em que o veículo, onde estava o governador Flávio Dino e o candidato Dr. Humberto se aproximava do local, alguns professores e militantes do PCdoB invadiram a pista para mostrar ao governador as faixas com suas reivindicações, porém, foram retirados a força e com certa dose de violência na frente do governador.

O protesto tinha o objetivo de cobrar o governador o cumprimento de várias ações: aumento do pagamento dos proventos dos professores de acordo com o piso salarial recomendado pelo MEC; o término da construção do hospital de 40 leitos, a reforma do colégio C.E. Olindina Nunes Freire, entre outras.

- Os militantes e professores foram agredidos na frente de Flávio Dino e de seu candidato, Dr. Humberto, que assistiram a tudo, sem mover uma palha para impedir esse ato de atrocidade. Dai pergunto: essa é a liberdade de expressão que o governador defende? Onde está a democracia e igualdade pregada por ele - indagou uma nota dos professores distribuída nas redes sociais nesta tarde de sábado.

- Nosso protesto era pacifico, estávamos reivindicando nossos direitos, tentávamos nos aproximar do governador para mostrar nossas faixas para comover o coração dele com nossos anseios, mas fomos impedidos e agredidos por aquele povo; não precisávamos ser agredidos e desrespeitados na frente da população; fiquei muito constrangido - contou um professor nas redes sociais.

A categoria espera um posicionamento firme do sindicato que representa a classe sobre esse lamentável episódio.


"Rapaz, o que é isso, não precisa agredir!"

Mais um vídeo que registou as agressões