sexta-feira, 17 de junho de 2016

Como parar as loucuras de Flávio Dino que está qual um trem desgovernado???

Imagem: Reprodução/Facebook-R. Murad
CAOS SE AGRAVA NA SAÚDE E SEGURANÇA ENTRA EM COLAPSO COM A GREVE DA POLÍCIA CIVIL E PERITOS CRIMINAIS

Por RICARDO MURAD - A partir deste sábado não haverá mais serviço de neurocirurgia no Hospital Macrorregional de Pinheiro, uma de suas principais e essenciais funções desde quando projetamos a unidade de alta complexidade para atender pacientes graves de toda a Baixada Maranhense.

Deixamos o hospital praticamente pronto com equipamentos e mobiliário comprados, inclusive o tomógrafo, que se encontra parado. O serviço de neurocirurgia, para funcionar a contento, precisa de equipamentos básicos que nunca foram disponibilizados para a equipe médica. Sem microscópio cirúrgico, craniotomo, intensificador de imagens e outros equipamentos básicos não há como os cirurgiões realizar os complexos procedimentos como fazem no HCM e em Coroatá, que deixamos funcionando e a todo vapor. Mesmo nessas duas unidades onde o serviço já funcionava, hoje a produtividade é muito inferior por falta de condições mínimas para as cirurgias.

Deixar a Baixada Maranhense sem esse serviço após o investimento feito no hospital - transformado em mais um hospital comum sem nenhuma utilidade na alta complexidade, função maior da unidade - é mais um crime cometido por Flávio Dino que prejudica mais de um milhão de maranhenses. Além disso, vê-se o agravamento da crise na segurança pública com a greve da Polícia Civil e Peritos Criminais, categorias essenciais para proteção da população. As mentiras e promessas não cumpridas por Flávio Dino levaram o Maranhão a esse estado de catástrofe.

O desmonte da rede de saúde pública estadual, um sistema que atendia com qualidade até superior aos melhores serviços privados, e o abandono da área de segurança, até hoje não tem delegados em mais de cem municípios e em mais de oitenta não há sequer um policial civil, mostra a incompetência e o governo criminoso que temos. E lá se vão dois anos de administração que se dizia da mudança.
CONHEÇA O CENTRO DE ESTÉTICA, FISIOTERAPIA E NUTRIÇÃO AQUI