quarta-feira, 11 de maio de 2016

Tudo como dantes no Quartel de Abrantes

Reprodução - Facebook/Ricardo Murad (PMDB)
Por RICARDO MURAD - A promotora Lítia Cavalcante, sem sobra de dúvida uma das mais atuantes promotoras do Estado, em novembro de 2015, numa Audiência Pública na Assembleia Legislativa, elogiava o Governo pela concretização da tão sonhada e necessária licitação para o serviço de Ferry Boat, que liga São Luís com a Baixada Maranhense, meio de transporte essencial para centenas de milhares de maranhenses. Só que a promotora não sabia do que o governador seria capaz.

Em 11 de abril de 2016 o Governo desclassificou todas as empresas participantes da licitação e "tudo volta a ser como dantes no quartel de abrantes". Para mim, essa molecagem de Flávio Dino não é nenhuma novidade. Nunca foi intenção do Governo realizar uma licitação internacional pra valer, tanto que o motivo real da desclassificação de todas as empresas deu-se em razão de não poder dar ao amigo a condição de vencedora. A desclassificação de todas as empresas participantes da licitação foi destacada no aviso de julgamento de proposta técnica e valor de outorga, publicado no site da Comissão Central de Licitação do Estado, em 11.04.2016.

''APÓS ANÁLISE E JULGAMENTO DOS 'PROJETOS PRELIMINARES' E DOS VALORES DE OUTORGA, PELA 2ª CJL/CCL COM APOIO TÉCNICO DA MOB E EMAP, INFORMA QUE TODAS AS EMPRESAS PARTICIPANTES DA CONCORRÊNCIA Nº010/2015, A SABER: INTERNACIONAL MARÍTIMA, CONSÓRCIO MARÍTIMO MARANHENSE E MUNCKS E REBOQUES BRASIL, FORAM DESCLASSIFICADAS POR NÃO ATENDEREM ÀS EXIGÊNCIAS DO ITEM 4.6, I DO EDITAL, BEM COMO POR INADEQUAÇÃO DOS PROJETOS PRELIMINARES AO TERMO DE REFERÊNCIA, ANEXO I DO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO''.

É esse, promotora Lítia, o Governo da mudança e do Maranhão de todos nós.
Conheça o Centro de Estética, Fisioterapia e Nutrição AQUI