sexta-feira, 1 de abril de 2016

Deputada pedirá investigação de contrato entre governo e empresa de comunicação

Foto: Nestor Bezerra/Assecom Dep. A. Murad
A deputada Andrea Murad (PMDB) anunciou, nesta quinta-feira (31), que vai entrar com uma representação na Procuradoria Geral da Justiça "por mais um contrato acima do valor praticado" entre Governo Flávio Dino e a empresa GRUPO INFORME PUBLICAÇÃO INTEGRADA, no valor de R$ 6 milhões por ano. A parlamentar questionou o valor ao comparar com um contrato de mesmo objeto no Governo Roseana Sarney.

- Em tempos de crise, Flávio Dino resolve fazer uma contratação para a empresa da esposa do Noblat, que todo dia defende ele em sua coluna, em um valor 600% maior do que foi feito no governo anterior. No governo passado, pelo mesmo período, praticamente pelo mesmo objeto, o valor estipulado no contrato com a CDN foi de R$ 1,3 Milhão. Então, queremos entender e vou fazer uma representação para que Procuradoria Geral de Justiça nos diga se realmente isso tem razão de ser. Porque a gente não pode conceber que essa diferença absurda de um milhão para seis milhões seja algo normal, porque para mim, no meu ponto de vista, é algo surreal. E esse contrato, o governo honra direitinho, paga em dias e de forma até célere, porque mal assinou o contrato e já estava pagando - argumentou a deputada.

A parlamentar também criticou o desejo exagerado, segundo ela, do governador em garantir sua projeção na imprensa nacional enquanto sua administração coleciona atrasos de pagamentos a fornecedores resultando em problemas graves na saúde, entre outros exemplos.

- Já falamos aqui do governador Flávio Dino sobre o empenho dele em aparecer na mídia nacional usando esse fato da Presidente Dilma. Ele é um pouco megalomaníaco com isso. Acho que ele realmente pensa que pode ser Presidente da República sendo esse péssimo governador do Maranhão. Porque enquanto ele paga milhões para se projetar nacionalmente, falta medicação na FEME por falta de pagamento do fornecedor, falta material hospitalar, enquanto faltam gases nos hospitais, falta alimentação para os funcionários de hospitais, estradas estão esburacadas e ele podia fazer um simples ofício ao DNIT para ele pegar a reserva para fazer a manutenção das estradas. Não vamos longe, ele não ajuda os Socorrões que estão aí precisando de intervenção do Governo do Estado. Ele não dá a mão para o prefeito. Não tem ajuda para o prefeito, mas tem dinheiro para pagar, mas tem dinheiro para pagar a INFORME para fazer sua imagem nacional - criticou. Da Assecom/ Dep. Andrea Murad
Conheça o Centro de Estética, Fisioterapia e Nutrição AQUI