quarta-feira, 30 de março de 2016

Estagiários da SEDUC denunciam atraso no pagamento de bolsas. Secretário diz desconhecer reclamação

Por DIEGO EMIR - Um grupo de pelo menos quatro ex-estagiários procurou este blog para fazer uma denúncia em relação ao tratamento recebido na Secretaria Estadual de Educação. De acordo com os estudantes – que preferem manter o anonimato – eles estão com suas bolsas atrasadas há três meses e no último dia 15 de março foram comunicados do fim do vínculo com o órgão. Eles relatam que o secretário Felipe Camarão teria dito que “a SEDUC não era lugar para estagiário”, por isso teriam sido desligados.

Procurado para responder sobre tais reclamações, Felipe Camarão disse que em nenhum momento e jamais diria tal frase quanto a presença de estagiários na SEDUC: “ao contrário, lá é lugar de estagiários por excelência. Realmente tive que mandar encerrar o convênio com o CIEE porque foi feito sem licitação. Iremos agora licitar para ter um novo contrato de estágio. No que se refere a forma de desligamento dos estagiários eu vou mandar verificar Pq se foi feito por WhatsApp realmente foi absurdo. Inaceitável. Irei adotar providências quanto a esse fato também” [SIC], esclareceu.

Quanto a questão do pagamento, Felipe diz não ter conhecimento, no entanto vai apurar a situação e mandar resolver e que toda a situação será regularizada.

O grupo ainda reclama que os ex-estagiários estavam desenvolvido serviços de funcionários do administrativo, atividades desvinculadas aos cursos superiores, o que poderia ser considerado vínculo de empregatício.

Sem ter a quem recorrer, os ex-estagiários da SEDUC clamam ao governador Flávio Dino (PCdoB) e ao secretário Felipe Camarão, um pouco de atenção para que os débitos sejam sanados. Os estudantes relatam que o pagamento que ficou pendente gira em torno de R$2300 para cada ex-estagiário.
Conheça o Centro de Estética, Fisioterapia e Nutrição AQUI