domingo, 14 de fevereiro de 2016

Vice-prefeita Neuza Muniz lembra música que Andrea Bayma gostava

Neuza Furtado Muniz, vice-prefeita
[Foto: Blog Carlos Filho]
Por NEUZA FURTADO MUNIZ - Andrea gostava muito dessa música. Que possamos pensar que temos todo tempo do mundo para dizer eu te amo para um filho, para os que estão do nosso lado, que possamos viver a vida com o que temos, com o que somos, ou nos tornarmos melhor para sermos, não a tudo o que não nos faz bem, nem ao outro, sim para tudo que nos faz bem e felizes, colocando Deus nos nossos planos, objetivos. A morte não tem sentido para nós, mas tem para Deus! Lembre não temos mais o tempo que passou, mas temos todo o tempo do mundo. Vamos dizer e fazer o que temos para fazer, nosso tempo é precioso para Deus. A morte, as perdas, são uma lição para sairmos melhor, nos da forças para seguir em frente, sempre em frente. [ Neuza Furtado Muniz é vice-prefeita e secretária de Assistência Social de Coroatá. Andrea Bayma era cunhada]

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO:
SINPROEM lamenta o falecimento da professora Andrea Jordana Bayma
Colégio Diocesano de Coroatá referencia professora Andrea Byama
Secretário de Educação lamenta falecimento de professora do Complexo
Prefeitura de Coroatá convida população para missa da professora Andrea Bayma
Prefeita emite nota sobre falecimento da professora Andrea Bayma


Tempo perdido - Legião Urbana 
Renato Russo

Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo

Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder

Nosso suor sagrado
É bem mais belo
Que esse sangue amargo
E tão sério
E selvagem, selvagem
Selvagem!

Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos

Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo

Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens
Tão Jovens
Tão Jovens!