sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Secretaria de Saúde executa ações no combate a Hanseníase em Coroatá

Foto: Ronny Sales/SECOM PMC
A Secretaria Municipal de Saúde, através Coordenação de Combate à Hanseníase, desde o dia 31 de janeiro, o Dia Mundial de Combate à Hanseníase, até o início de março, desenvolve ações todos os dias para o combate à transmissão da doença. Com a busca ativa em visitas in loco, informações à comunidade, exames, diagnóstico e início de tratamento o Município está quebrando a cadeia de transmissão do bacilo.

Segundo o enfermeiro Nielson Pinto, coordenador do Combate à Hanseníase, por determinação da prefeita Teresa Murad (PMDB), também existem ações nas escolas, igrejas, povoados e outros locais onde existem convivência prolongada. Foi dito que nesses locais são feitas palestras de sensibilização.

A TRANSMISSÃO

A Hanseníase é transmitida através das vias áreas superiores, ao falar, tossir ou espirrar, em contato prolongado. O período de incubação da doença é de 2 a 7 anos. Os sinais da doença aparecem através de manchas na pele, dormência nos lugares afetados.

O paciente recebe a primeira dose do medicamento gratuito distribuído pela Rede Municipal de Saúde e 72 horas depois o paciente deixa de transmitir a doença. O paciente leva uma carteirinha pra casa e deve passar mais 27 dias tomando o remédio e todas as vezes que o remédio acabar deve retornar ao posto e receber um nova cartela. Com informações da SECOM PMC