segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

SAMU registra dois acidentes graves. Veículo passa por cima de idoso na Mariol

À esquerda, o SAMU atende a vítima do acidente próximo ao Complexo. À direita, a imagem lamentável que indica a gravidade do atropelamento de um idoso que foi à óbito [Fotos: Maurício Ribeiro/Ivan Lima, via WhatsApp]
Na noite do segundo dia de folia, em Coroatá, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) não parou, confirmando a alta demanda de serviços prestados no Município. Dois acidentes de trânsito marcaram o destino de dois coroataenses, conforme registros do órgão que acumula, em média, 50 atendimentos/dia no Município, com o número de óbitos em poucas intervenções.

No primeiro, em frente ao Escola Municipal Complexo Educacional, por volta das 20:00hs, uma unidade do SAMU prestou socorro à vítima gravemente ferida, conduzindo-a ao Hospital Macrorregional Alexandre Mamede Trovão. Um outro acidente ocorreu na faixa das 23:00hs, no bairro Mariol, onde um senhor de 78 anos foi atropelado por um veículo, sem que o mesmo tenha prestado socorro. O paciente foi a óbito. Duas UTIs móveis esteve no local. A equipe do SAMU reanimou a vítima e o entubou, mas na portaria do Macro foi à óbito. O senhor teve múltiplas fraturas e hemorragia interna.

ESTRUTURA

Atualmente, o SAMU tem estrutura para atender cerca de 50 ocorrências/dia. Com grande frequência atende casos de acidentes de trânsito. Na área da saúde, as ocorrências mais comuns são: infarto, crise hipertensivo, diabetes descompensada, insuficiência respiratória, gestante em trabalho de parto, paciente psiquiátricos. Na área da violência, vítima de armas de fogo e arma branca.

O SAMU de Coroatá possui cinco ambulâncias, sendo 2 UTIs móveis, 2 básica e uma rural, além de uma motolância. Segundo o diretor geral, enfermeiro Ivan Lima, o SAMU vai melhorar ainda mais o seu serviço à comunidade; pois, em breve, a base no Centro da cidade estará sendo entregue pela prefeita Teresa Murad.