sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

A Caminhada pela Paz, Justiça e Segurança em Coroatá cumpre a sua missão

A concentração (à direita) e o percurso na Avenida Senador Leite [Foto: Maurício Ribeiro, especial para o Blog]
Foi um movimento bonito, ordeiro, pacífico!!! - Como muitos opinaram. No início um tanto tímida, mas acalorada do meio para frente do percurso. A CAMINHADA PELA PAZ, JUSTIÇA E SEGURANÇA, que seguiu do Largo da Juventude indo às principais ruas e avenidas de Coroatá, cumpriu segundo a organização o seu fim a que foi criada - levar a mensagem de que o povo merece de seus governantes toda a atenção, de modo apartidário, de maneira igualitária. A voz unânime centrou na tônica do direito à vida, do fim da violência, da garantia da eficiência e eficácia dos serviços de segurança pública.

A concentração ocorreu tranquila desde às 17:00hs, com a presença, em sua maioria, de jovens, alguns secretários municipais, imprensa e blogueiros. Muitas famílias acompanharam à pé, em veículos e em motocicletas. A saída avançou um pouco o horário previsto das 18:00hs. Para os organizadores da Caminhada, parte da comunidade participou e a população como um todo já tomou conhecimento e verá o resultado do movimento através da mídia.

COM A DEVIDA REPARAÇÃO

A Caminhada pela paz, justiça e segurança teve, ENFATIZA-SE, uma organização exemplar e isenta de cunho politico-partidário. O sucesso, segundo a opinião dominante nas redes sociais, na Internet, se deve à força da juventude coroataense e aos líderes da Caminhada Ivan Lima , Carlos Ramon, Ellanne Silva, Cristina Lima, Wanderson Márcio, João Wilson e Jefferson Bruno. O evento foi organizado através de um grupo do WhatsApp, com envolvimento de vários jovens de todos os bairros. Foi um esforço de todos os jovens.

O PERCURSO DA PAZ

Estavam entusiasmados portando faixas e cartazes, com uniformes típicos do simbolismo que remete à paz, alguns de caras pintadas de branco (da paz) e de vermelho (do sangue que representou as perdas de vidas). E todos saíram do Largo da Juventude, passando pela Avenida da Bandeira retornando à Praça José Sarney pela rua Gonçalves Dias, onde houve a primeira parada. Em frente à casa da família do professor Leonel Pereira de Sousa (que teve a vida ceifada na última quarta-feira à noite, dia 17) houve calorosas manifestações, com salvas de palmas e discurso do presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Municipal de Coroatá (SINPROEM), Reginaldo Jansen.

A caminhada seguiu pela Avenida Senador Leite, passando pela Igreja Matriz da Diocese de Coroatá, indo ao bairro da Tresidela, onde novamente houve manifesto em lembrança ao professor Carlos Machado, do Centro de Ensino Maria José Dias Trovão. Ele também foi vítima recente da violência, no estado do Piauí. O percurso de volta ao Centro contemplou a Rua do Buriti (da Tresidela) até a dispersão no Largo da Juventude.
No começo da concentração estava tudo tímido [Foto: Carlos Filho/Do Blog]
Membros da organização, com Jociel Fernandes, secretário de Juventude; Feliciano Marques, secretário de Infraestrutura e Marcirley Ronis, secretário de Segurança, Defesa Social e Trânsito [Foto: Maurício Ribeiro, especial para o Blog]
Rua Gonçalves Dias [Foto: Maurício Ribeiro, especial para o Blog]
Avenida Senador Leite [Foto: Maurício Ribeiro, especial para o Blog]
Praça da Matriz Católica [Foto: Maurício Ribeiro, especial para o Blog]
Ponte da Tresidela [Foto: Maurício Ribeiro, especial para o Blog]