quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Ricardo Murad denuncia inexistência de resolutividade do Hospital Regional de Caxias

   Imagem: Reprodução/Facebook - Ricardo Muard
Macrorregional de Caxias inaugurado, mas rebaixado para hospital regional sem resolutividade

Por RICARDO MURAD - Dá pena o que estamos presenciando na saúde pública do nosso estado. O Programa Saúde é Vida destruído pela incompetência e irresponsabilidade de Flávio Dino, que por vaidade e falta de conhecimento, está inviabilizando um sonho que vinha se tornando realidade no Maranhão: saúde no padrão das mais avançadas do Brasil, quer pública ou particular. E ainda tem a coragem de discursar com a cara mais cínica como se todo mundo fosse bobo, como se ele tivesse idealizado o hospital, adquirido o terreno, feito a obra, definido o seu perfil e comprado os equipamentos. Coisa feia. Agora, após um ano no governo e ter recebido o Hospital Macrorregional de Caxias praticamente pronto, com todos o equipamentos no estoque, a unidade é inaugurada fora do seu perfil.
Construído para ser referência na alta complexidade para Caxias e todos os municípios de sua macrorregião, Flávio o transforma num simples hospital regional, igual a tantos outros que precisam de uma unidade mais complexa para receber seus pacientes graves e acometidos de enfermidades e que demandam atendimento altamente especializado. No programa de saúde que idealizamos e implantamos durante a nossa gestão à frente da SES, todos são tratados igualmente, numa rede integrada, desde os pequenos hospitais de pronto atendimento municipais, passando pelas UPAS, pelos hospitais regionais de urgência e emergência até os mais avançados que cuidam das UTIS, da alta complexidade e do câncer. O de Caxias integraria a rede de alta complexidade mas foi diminuído, assim como tantos outros, para um simples hospital regional que não vai resolver os casos complexos para que estava destinado. Ou seja, recebeu tudo pronto e o que fez foi reduzir o atendimento do hospital. Uma pena!