sábado, 23 de janeiro de 2016

ALFINETANDO - O discurso das "árvores", o que restou para os "comunistas" de Coroatá

  Oposição divulga vídeo com reinício das obras do Espaço Cultural em Coroatá
ALFINETANDO - Em relação ao reinício das obras de construção do Espaço Cultural na área central da sede de Coroatá, que contará com a adequação da Praça José Sarney com o Largo da Juventude, cabe aqui no ALFINETANDO um bom puxão de orelha na Oposição coroataense e mídia alinhada. Acredita-se na versão dos técnicos da Prefeitura que, para atender ao novo projeto urbanístico, se fazia necessário a retirada de algumas árvores. Assim, conforme a Assessoria Política do Governo, a engenharia contestada indevidamente por seguidores de Flávio Dino e grupo G10 segue devido à pura ignorância e perseguição.

Fontes do Governo Municipal assinalaram que a Oposição não tem o que falar mais, pois Coroatá mergulha na falta total de segurança e saúde, situação proporcionada pelo G10 acusado de não ter moral de contestar o governo “comunista” de Flávio Dino. A postura do superintendente de Articulação Política para a Região dos Cocais Sebastião de Araújo (PCdoB) – o Ciba – de apoio ao fim dos hospitais de 20 leitos foi bastante criticada nos bastidores do Poder Executivo.

No oposto, feliz da vida, gente do Governo Municipal, que não se cansa de enumerar o grande volume de obras do seu grupo político, bate no peito e diz: Quem construiu Coroatá? A Avenida Magalhães de Almeida, o Complexo Educacional, a Central de Monitoramento, o Morro do Machado, os calçadões. Quem asfaltou as principais vias urbanas ligando os bairros, sinalizou a cidade, trouxe a UPA, o Macrorregional, a Academia de Judô, a Academia Pública de Saúde? - Ricardo e Teresa

LEIA POST CORRELATOS:
Prefeita Teresa Murad reinicia construção de Espaço Cultural no centro de Coroatá
ALFINETANDO - Ciba, o "incendiário", mais pra Amado de Pitar, se descredencia junto à opinião pública
A verdade sobre a Praça Sarney