sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Grupo G10 emporcalha Governo de Flávio Dino em Coroatá

Internautas disseminam a "sujeira" do Macro
COLUNA ALFINETANDO - É a “Mudança” chegou mesmo no Maranhão. O Governo Flávio Dino trouxe com ele a experiência de muitos parceiros expert na função corrupção e vai ser difícil, quando o “comunista” acordar, para resolver os imbróglios e se livrar da pecha e marca construídas em torno de seu desgoverno. Um exemplo está escrito na testa e quase todos os seus seguidores no município de Coroatá sabem do sumiço de uma documentação que confronta o pagamento ilícito de funcionário por serviços fictícios [...]

Depois de inúmeras denúncias advindas do processo de desmantelo do Programa Saúde É Vida, onde a única vítima, em Coroatá, simplesmente fora a população, inclusive da Região, os “comunistas” e seus representantes nativos (o grupo G10) seguem caladinhos frente às barbaridades registradas no Hospital Macrorregional Alexandre Mamede Trovão, como os casos de várias mortes por falta de oxigênio, das transferências de funcionários, das demissões de diretores.

DOCUMENTAÇÃO

Agora, como se não bastassem as mais recentes denúncias disseminadas na Internet, fazendo referência à tida “Máfia dos Plantões” e suas extensões, eis que emerge dos corredores “sujos” daquele hospital a mais nova vagabundice – o sumiço de uma documentação que confronta o pagamento ilícito de funcionário por serviços fictícios. O caso requer medidas severas do Governo, como a demissão dos envolvidos e a justa devolução dos recursos desviados.

Obviamente, o tempo da autofagia já chegou no Macro. É tempo do homem nutrir-se da própria carne, trata-se da autodestruição da célula Dinista. É “comunista” comendo “comunista”. Será que tudo isso tem haver com a “Mulher do Jaleco” ¿