quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Andréa se pronuncia pela primeira vez na Assembleia sobre eleição do PMDB

A deputada Andréa Murad discursou na Assembleia Legislativa, pela primeira vez, sobre a eleição do PMDB. A parlamentar discorreu sobre o papel do partido quanto oposição e focou suas palavras na possibilidade frustrada de sua chapa disputar a eleição da direção estadual, o que ela  considerou um ato antidemocrático.

- Jamais iríamos cometer o erro mesquinho de tentar frustrar a ação de novos e de antigos membros. E menos ainda de tentar impor cartilhas pessoais à sigla. Até mesmo porque a gênese de nossa chapa se deu para combater este tipo de prática, bem como buscar a modernização do PMDB. E tudo isso sempre com o dever de fazer jus a uma história que é de conhecimento de todos. Passei dias ouvindo que iríamos ser derrotados. E eu estava preparada para a vitória e para a derrota. A política tem dessas coisas. O que me entristeceu foi a anulação de qualquer possibilidade. Até o direito de perder nos foi retirado. E isso, convenhamos, não faz jus à história desse partido, discursou.

Andréa Murad reforçou que a sua lealdade ao Partido está inabalável e que o episódio em torno da eleição não irá tirá-la do foco do seu trabalho em nome do partido, do povo e, principalmente, do futuro do Maranhão.

- Minha lealdade ao PMDB segue se manifestando em forma de oposição ao governo e de apoio aos membros da sigla que partilham desse sentimento. Entendo que o Partido não pode se dar ao luxo de "esperar" o que esse governo vai dar como propõe alguns, porque já mostrou ao que veio. Essa inércia não beneficia o PMDB. O momento requer ação e por isso não silencio. Da mesma forma que seguirei firme no enfrentamento contra aos que desejam colocar o PMDB no colo daqueles que tudo fazem para destruí-lo aqui no maranhão, finalizou.

Assista ao discurso completo