quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

ALFINETANDO - Uma farsante tentativa de defesa dos Agentes Comunitários

Vereador Camilo Garrett (DEM); presidente César Trovão (PV) e à direita vereador Wllisses Muniz, do PMDB
[Foto: coroataacontece.blogspot.com.br]
COLUNA ALFINETANDOInteressante a preocupação dos aliados dos "comunistas" [aqueles todos defensores mordazes do ex-prefeito, os Amovelistas, do desgoverno mais corrupto da história de Coroatá]. Na última sessão do Parlamento tomou-se notícia que a oposição aprontou, de velho!

ACS - Uma farsante tentativa de defesa dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS. Ao contrário do triste passado imposto pelos Amovelistas, os ACS recebem integramente o seu 1/3 de férias e tudo a que tem direito. A atual gestão de Teresa Murad, para dor de cotovelo dos Dinistas, faz uma Administração revolucionária, pagando todo o funcionalismo em dia e com calendário antecipado. Leia AQUI matéria correlata.

OS FARSANTES - Veja quais foram os vereadores que se opuseram ao pagamento dos ACS: Cássio Reis, do PSDB, que sofre com a pecha das denúncias de corrupção na antiga Secretaria de Administração; Marcelo Moura, do PTC, condescendente com o vereador Juscelino da Fazendinha, do PT, beneficiado com guias do Programa Garantia-Safra, sem as condicionalidades do público-alvo... E tem mais um rosário de pérolas.....

COMISSIONADOS – Quem é Cássio Reis para falar em calote e enganação. Quem usava carro roubado corta na carne a reputação presumida. Calote seria deixar de honrar com a folha de pagamento e extrapolar os limites legais, como o desgoverno do tucano sempre fez – O povo de Coroatá é testemunho vivo das atrocidades Amovelistas.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Mais verbas públicas aportaram aos cofres da Prefeitura de Coroatá


Em que pese o sofrimento de uma parcela considerável do funcionalismo público e a enxurrada de recursos federais aportando aos cofres da Prefeitura de Coroatá, o atual prefeito e grupo Amovelista insistem em fazer vistas grossas, relaxando a folha de pagamento.

No período de 07 a 10 de dezembro de 2012, foram repassados R$ 2.090.933,76 (Dois milhões, noventa mil, novecentos e trinta e três reais e setenta e seis centavos), segundo registros do Sistema de Informações Banco do Brasil S/A.

A crise se iniciou, como disse o blogueiro Idalgo Lacerda, desde as duas recentes derrotas eleitorais, do dia 07 de outubro, em Coroatá e Peritoró, e, pela sequência de fatos, nem os repasses dos dias 20 e 30 do mês em curso chegarão ao destino justo.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Justiça seja feita

O adágio Quem aponta o dedo para o outro, tem sempre 03 contra si é, quiçá, a máxima popular mais inteligente extraída da natureza humana. E esta frase, no momento, simboliza muito bem o desnorteamento que permeia as intensões do atual vice-prefeito e de uma pequena parte de seus seguidores. Eles, que ainda estão em campanha, não param de criar ações vazias contra a chapa vencedora de Teresa Murad.

A insensatez chega a deixá-los em posição vexatória. É imensurável o mal que eles protagonizam contra o próprio povo. Eles que, em recentes movimentos, têm somente assanhado o povo a situações humilhantes, de absoluto constrangimentos, como a exposição de alguns cidadãos em frente ao fórum eleitoral. Sob sol escaldante, sem alimento e sem água.

Esses, os derrotados, são aqueles que, no prenúncio das eleições, criaram, autofagicamente, descomunal desunião em seu próprio grupo por simples birra, capricho de obter mera projeção pessoal, em detrimento de um projeto político estratégico. Ceifaram os planos de seus pares ao bel prazer.

Estonteados com a sábia resposta do eleitor coroataense disparam, seja lá contra quem for, ações infundadas, de cunho primário, que servem apenas para onerar as finanças públicas e desestabilizar a celeridade da Justiça, atingindo, de morte, inclusive a ciência sobre o direito.

O pior de tudo, resultado dessas ações maliciosas, é que assim eles estão também agredindo a população, quando desrespeitam a sua vontade e o seu direito de exercer a democracia.

Esqueceram-se que a política, por seguir uma ordem natural imposta pela sociedade como um todo, às vezes exige dinamicamente a reengenharia de todo e qualquer projeto, até mesmo aqueles de interesse coletivo.

Exemplo digno, em que os Amovelistas deveriam se espelhar, foi a atitude de Teresa Murad e seu grupo, quando em duas oportunidades perderam as eleições e não apelaram. Souberam assumir os erros e aceitaram a vontade soberana do povo.

Não se apregoou falsas ideias e acusações levianas sob o argumento desorientado de possíveis crimes eleitorais, como a compra de votos. O viés dos Amovelistas está bem aí. Cabe, ao contrário do que fazem, a explicação sobre a origem e posse de sacolas e mais sacolas de títulos que estariam em poder de Domingos Alberto e alguns correligionários.

O curioso é que, a esse grupo, incide situação comprometedora. Às suas supostas testemunhas imputa-se ato configurado como crime eleitoral. A Lei, óbvio, enquadra aquele que também vende o seu próprio voto. Todos devem estar cientes desta responsabilidade.

Outra atitude desabonadora fluiu, de viva voz, quando em pronunciamento o petista frisou que a razão da existência de várias sacolas estaria vinculada à hipótese de possível fracasso de suas lideranças. Eis a prova cabal de que o petista não confia nem em seus seguidores. Coloca-os na vala comum.

A mais nova incongruência, desatino mesmo, tem sido o corrente questionamento sobre os trabalhos do Governo do Estado no município de Coroatá. Inconsequentes, os Dominguistas, e aí não se incluem os seus eleitores, demonstram total cegueira sobre o conceito de gestão pública. Ignoram aquilo que se torna ação continuada, pertinente e necessária ao desenvolvimento da sociedade. Fazem isso nem que para tanto tenham que penalizar, punir, cortar na carne, a sorte do benefício. A sorte da existência do Hospital Macrorregional, a sorte da existência de uma UPA, a sorte da ocorrência de uma verdadeira revolução na saúde dos maranhenses.

Enfim, a bandeira do mal jamais será hasteada em terras coroataenses; pelo menos, nos próximos 4 anos. O povo consagrou esta assertiva. Elegeu o prefeito que desejou. Escolheu o melhor.

O povo cansou desse modelo administrativo atual. Da Administração que se afigura como ente mau gestor, que promove sobressaltos aos seus representados com costumeiras notícias de bloqueios de créditos, que ferem a reputação do Município. O povo recusou a linha da irresponsabilidade, a linha do mau prestador de contas.

O povo não quer ver mais sobre o seu líder as garras da Justiça que o impede de circular livremente. Como tal ocorre com o atual prefeito Amovelista que sofre ação penal, cujo delito encontra-se tipificado no art. 1º, do Decreto-Lei nº 201/67.

O povo não admite mais o fora da Lei.

Leia mais: Editorial

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Botafogo não aceita condições de pagamento, e Elkeson fica no clube


Por Fred Huber e Thales Soares/Rio de Janeiro - Com passagem marcada para a China, Elkeson foi até o Engenhão para o treino do Botafogo, na sexta-feira, e se despediu dos companheiros.

O ritual, ao que parece, foi em vão. Sua transferência para o Guanghzou Evergrande, que era dada como certa, teve uma reviravolta. A diretoria alvinegra não aceitou as condições de pagamento dos cerca de R$ 16 milhões e negociação foi cancelada.

O Bota receberia uma parcela de menor do valor - cerca de R$ 6 milhões -, já que detém apenas 35% dos direitos econômicos do atleta.

Apesar do cancelamento do negócio, Elkeson não deve estar em campo no clássico deste sábado, contra o Flamengo, porque não se concentrou com o restante da equipe. Sassá, de 18 anos, será seu substituto. Fonte: globoesporte.globo.com

MPF move mais uma ação contra prefeito maranhense

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil contra o prefeito de Água Doce do Maranhão, José Eliomar da Costa Dias, os secretários de Educação, Ana Célia Pinto de Linhares e Vidal Negreiro de Paiva, e a tesoureira, Elisandra Costa Dias, por diversas irregularidades encontradas na aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Em auditoria realizada pela Controladoria-Geral da União, foram detectadas inúmeras irregularidades com a aplicação dos recursos do Fundeb e Fundef, dos exercícios financeiros de 2007 e 2008. O prefeito, os secretários de Educação e a tesoureira aplicaram as verbas de forma fraudulenta contabilizando despesas em valores acima dos efetivamente pagos aos servidores, duplicando, inclusive, algumas folhas de pagamento.

De acordo com o relatório da CGU, foi observado também que, apesar da efetiva realização dos descontos previdenciários dos salários dos servidores pagos com recursos dos fundos, nestes dois anos o município de Água Doce do Maranhão não repassou todos os valores ao INSS. De um total de quase R$ 301 mil de contribuição previdenciária arrecadada, a prefeitura repassou apenas R$ 55 mil, evidenciando, assim, um desvio de mais de R$ 245 mil.

Também ficaram evidenciadas na prestação de contas que algumas despesas, como construção de escola e laboratório de informática, foram declaradas duas vezes, e os gestores utilizaram inúmeras notas fiscais clonadas e inidôneas para comprovar gastos com material de consumo. É apontado, ainda, que diversas despesas foram realizadas sem procedimento licitatório.

Mesmo sendo o Fundeb um recurso destinado à valorização dos profissionais da educação, a remuneração dos professores foi repassada em percentual inferior ao determinado pela Constituição Federal, não sendo pago para os servidores gratificação de férias e abonos que, ainda assim, foram contabilizados.

O MPF pede que Justiça Federal condene os gestores nas penas previstas na Lei de Improbidade Administrativa (perda do cargo público, suspensão dos direitos políticos e multa), e, ainda, que devolvam ao erário todo o dinheiro gasto indevidamente. Fonte: Ascom/MPF-MA

Luis Fernando destaca, em Imperatriz, potencialidades econômicas do MA

Representando a governadora Roseana, o secretário-chefe da Casa Civil Luís Fernando Silva, além de manter reuniões sobre a obtenção de título definitivo de moradias e participar do sorteio de 3 mil pessoas cadastradas no Programa Minha Casa, Minha Vida, abriu, nesta sexta-feira, o II Congresso de Economia da Região Tocantina, promovido pela Faculdade Santa Terezinha (Fest). 

De acordo com Luís Fernando, a política de atração de novos empreendimentos modificou o cenário econômico maranhense. Foi citado o novo momento da Região Tocantina com a explosão do crescimento da construção civil, a criação de diversos postos de emprego e a geração de renda propiciados a partir da inauguração da UHE Estreito, da fábrica de refino e envase de óleo de soja em Porto Franco, da implantação da fábrica da Suzano Papel e Celulose e da construção da Aciaria em Açailândia. Aliado a isto, estão ações de melhorias realizadas pelo Governo do Estado nas áreas de infraestrutura, saúde e educação.

Luis Fernando informou que o Maranhão vive uma nova perspectiva de crescimento econômico fortalecida pela parceria público-privada, que tem investimentos de cerca de R$ 120 bilhões no Estado, com projetos nas áreas de petróleo e gás, energia, celulose, aço, cimento, alumínio, ouro, logística, entre outros.

O reflexo deste fator está no anúncio do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão, com variação real de 8,7% no ano de 2010. O percentual de crescimento é maior que o do Brasil, que obteve 7,5%, e do Nordeste, com 7,2%. 

Segundo Luís Fernando, o Maranhão, nos últimos anos, reduziu os índices de pobreza extrema em 3% ao ano, ao mesmo tempo em que o crescimento econômico vivido pelo Estado, em média, pode aumentar para 6% ao ano. 

Para o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, a palestra proferida por Luis Fernando foi uma grande oportunidade na transferência de conhecimentos na área de economia e de exemplos práticos que proporcionam melhoria de vida da população. Agência Governo do Maranhão

Contas de Zito Rolim são aprovadas

De Codó - Foi o juiz da 7ª Zona Eleitoral de Codó Pedro Guimarães Junior quem aprovou as contas de campanha do prefeito eleito de Codó, Zito Rolim (PV).

A prestação de contas foi aprovada sem ressalvas, abrangendo a arrecadação e aplicação dos recursos eleitorais realizados durante o pleito.  Com vista nos autos, o Ministério Público Eleitoral também opinou pela aprovação das contas do candidato. Raphael Fernandes/Assessoria - Prefeitura de Codó

Mais detalhes, veja no blogdoacelio

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Choque de gestão choca a governadora, que, ao invés de rir, gargalha

Por Genivaldo Abreu/São Luís - O choque de gestão anunciado em alto e bom som pelas infinitas bordas desta ilha ecoa como canto de passarinho verde para a governadora Roseana Sarney. Isto ocorre por um motivo bem simples, Holanda Jr derrapa mais uma vez e a governadora assiste confortavelmente mais uma trapalhada da oposição.

O choque de gestão é uma bandeira do PSDB, cujo sucesso foi tão estrondoso que curiosamente o próprio PSDB não toca no assunto e nem sequer levanta esta bandeira, João Castelo que o diga. Por onde passou, isto é apenas em Minas Gerais, o dividendo político colhido não foi outro senão o próprio enfraquecimento de quem o implantou, basta acompanhar o mapa de votação em Minas Gerais para perceber que Aécio Neves perdeu em cidades estratégicas, e o que é pior, de forte tradição PSDBista,. O motivo de tamanha impopularidade é que o choque de gestão busca, acima de tudo, uma maquina pública eficiente, e mais eficiência implica maior arrecadação, menor endividamento, menos emprego e maior produtividade do funcionário público municipal, até aí tudo bem, não fosse o mantra da maior arrecadação.

Para uma cidade pauperizada e combalida financeiramente como São Luis, o aumento da arrecadação municipal somente pode acontecer caso a economia seja fortacelecida o que não parece ser o caso. Consequentemente, o resultado imediato não é outro senão o ofuscamento do poder municipal, pois o preço da maior eficiência será justamente a diminuição da participação do poder municipal, pelo menos no inicio, justamente no período em que é construída a marca da gestão.

Holanda Jr não percebe que ao adotar o choque de gestão, uma bandeira genuína do PSDB, não passa outra informação aos eleitores senão aquela que todos estão tristemente a constatar: “não há projeto político” e a julgar pela derrapada anterior, parece que a tentativa erro será a marca do governo que se aproxima.

Toda essa postura leva-nos a duas conclusões: ou Holanda Jr está desesperado em busca de uma grande marca para sua gestão ou então trabalha silenciosamente para favorecer o grupo Sarney, pois não é possível tanta trapalhada ser realizada de maneira tão competente. Porém, prefiro acreditar que a oposição está perseguindo a primeira alternativa.

O fato preocupante é que a oposição comporta-se da maneira que a governadora precisa, qual seja, esfacelada e sem uma proposta de mudança concreta. O mote da oposição já foi descoberto “mudança” mas parece que falta competência para operá-la.

Visite o blog de Genivaldo Abreu

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Justiça recebe denúncia contra o prefeito de Bacabal

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão, em sessão nesta terça-feira (27), recebeu denúncia contra o prefeito de Bacabal, Raimundo Nonato Lisboa, acusado de contratar servidores públicos sem prévio concurso público entre os anos de 2005 e 2007, para os cargos de técnico de enfermagem, professor e técnico ortopedista.

Os servidores contratados irregularmente ingressaram com ações na Vara do Trabalho de Bacabal.

Na mesma sessão, foi recebida também denúncia do MP contra o prefeito de Senador La Roque, João Alves Alencar.

De acordo com o Ministério Público estadual, Alencar deixou de apresentar as contas do exercício 2011 ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) no prazo estabelecido em lei, o que no entendimento da instituição configura grave delito.

O relator dos dois processos foi o desembargador Bayma Araújo, que ao apresentar voto pelo recebimento das denúncias foi acompanhado pelos desembargadores Raimundo Melo e Cleonice Freire. Fonte: Ascom/TJMA

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A Pedro Pereira, aos nossos leitores

Em respeito aos nossos leitores e, em especial à mensagem de Pedro Pereira, cabe-nos aqui esclarecer ao nosso público alguns pontos de nossa linha editorial.

Já é de domínio público o conceito sobre blog – aquela ferramenta que firma a ideia do espaço universal reservado à opinião do indivíduo.

Por sorte, blog é o instrumento que permite a todo cidadão o livre direito de expressão. Acredita-se na existência do mais absoluto meio democrático da comunicação atual. Neste cenário, portanto, recomenda-se que não se deve obstaculizar, por exemplo, a manifestação política e o exercício político-partidário que são direitos adquiridos do cidadão.

Quanto à tarefa de se fazer jornalismo, se faz necessário enfatizarmos que a nossa cobertura, ao contrário de questionamentos, tem sido altamente coerente, fundamentada na crítica sobre a gestão pública dos atuais administradores municipais, principalmente em atuação no município de Coroatá.

A veracidade de nossas denúncias nos garante, óbvio, o alcance daquilo que seria a credibilidade. Apresentamos provas que dão consistência às nossas argumentações. Aposta-se que, deste jeito, o trabalho fica bem longe da improvável intensão de denegrir a imagem de alguém.

A “imparcialidade” exigida nos remete à assertiva de que, na ciência da Comunicação, ela não passa de mera utopia. Este fenômeno se dada devido à avassaladora influência do indivíduo, dos meios e do mundo em que vivemos.

E aqui queremos sobrepujar limites; elevar a postura positiva diante daqueles que apresentem a política de resultados mais eficientes e eficazes em favor de nossa sociedade.

Temos, no entanto, consciência de que o ruído esteja na crítica que segue; ou seja, não vejo, no socialismo, na "esquerda" maranhense, qualquer bom exemplo a ser seguido, infelizmente.

Comentário de Pedro Pereira

Urubus, a cara dos Amovelistas

Como seguiu durante os dois mandatos do prefeito Luís da Amovelar, Coroatá continua entregue, literalmente, aos urubus. Veja novas imagens. Assunto para a coluna Dossiê Completo.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Nonato derruba decisão da Câmara e com liminar volta a ser prefeito de Timbiras

A esperada posse do vice-prefeito Eduardo Luz não ocorreu ontem (20) à noite em Timbiras. Eduardo Luz iria assumir no lugar de Nonato Pessoa, mas foi surpreendido por uma decisão da Justiça contra o ato da Câmara que afastou o atual prefeito sob a alegação de infrações administrativas.

Às 10h da noite de terça-feira, só quem apareceu na Câmara foi o presidente Bebeto Coelho para dar a notícia àqueles que tinham esperança de ver Eduardo assumir o poder Executivo municipal.

Bebeto teria criticado a decisão rápida da Justiça, alegando que outras denúncias contra Nonato não tiveram a mesma atenção e celeridade.

Com informações do blogdoacelio

Codó receberá recursos da União Europeia

O projeto social elaborado pela prefeitura municipal destinado a tradicionais comunidades quilombolas, encaminhado a União Européia, foi aprovado, vencendo a concorrência entre vários projetos de diversos municípios do Brasil.

Na manhã da última quarta-feira, dia 14, o Prefeito Zito Rolim participou da primeira reunião de planejamento do projeto “Novos Quilombos”. O encontro foi realizado na sala de imprensa da TV Codó, afiliada da Rede Meio Norte no município, e contou com a presença do Diretor de Programas da ONG Plan, Dr. Dirk Hegmanns, o Gerente da unidade da Plan em Codó, Gabriel Barbosa, do Coordenador de projetos e pós-graduação do IFMA, Mariano Ibanez Rojas e secretários municipais de governo.

De iniciativa da Prefeitura Municipal de Codó, em parceria com a Plan e com recursos da União Européia, o projeto Novos Quilombos tem como objetivo reduzir a pobreza e a exclusão social em três localidades da zona rural de Codó.

As tradicionais comunidades quilombolas de Santo Antonio dos Pretos, Centro do Expedito e Barro Vermelho serão beneficiadas com o projeto, que fará com que seus habitantes tenham o acesso aos direitos sociais básicos e a sustentabilidade econômica de suas famílias.

Raphael Fernandes – SECOM/Prefeitura de Codó

Ministério Público do Trabalho promove Caravana da Liberdade em Codó

A abertura oficial aconteceu, às 11h30, no Fórum da Justiça Estadual, e contou com a presença do procurador-geral do Trabalho, Luís Camargo.

Durante o evento, a população codoense poderá fazer reclamações trabalhistas e denúncias ao MPT-MA, emitir documentos (carteira de trabalho, CPF, carteira de identidade e registro de nascimento) e participar de palestras, mesas redondas, oficinas e cursos. Todas as atividades são gratuitas. A programação inclui também reunião com sindicatos e gestores municipais e distribuição de material informativo.

De acordo com a procuradora do Trabalho e integrante da comissão organizadora do evento, Christiane Vieira Nogueira, a escolha de Codó como sede da primeira edição da Caravana não foi em vão. Sabemos que o município é fornecedor de mão de obra escrava para outras regiões do país e que enfrenta sérios problemas sociais, explicou ela.

Além do MPT-MA e TRT-MA, a Caravana será composta pelos seguintes órgãos: Defensoria Pública do Maranhão; Polícia Rodoviária Federal; Secretarias de Estado dos Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania; do Trabalho e Economia Solidária; da Igualdade Racial; Tribunal de Justiça do Maranhão; Ministério Público Federal; Superintendência Regional do Trabalho e Emprego; Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest); Procon; Incra; Sesi; Senai; Senac; Banco do Brasil; Prefeitura de Codó; ONG Plan e Repórter Brasil.

Mais informações, leia no blog: waldemarter.com.br

Coroatá também é finalista do Selo UNICEf

Coroatá, a exemplo de Alto Alegre do Maranhão, também é finalista do Programa Selo UNICEF Município Aprovado Edição 2009-2012.

Hiroshi Matsumoto, coordenador do Projeto, na Escola de Formação de Governantes – EFG, parabenizou toda a equipe do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Hiroshi lembrou o compromisso para o sucesso do Projeto. Exaltou, em especial, a dedicação do Articulador e do Presidente do CMDCA.

Auzenir Silva, presidente do CMDCA, agradeceu assim: “... agradeço a Deus por mais uma conquista alcançada, pois foram muitos desafios superados, muitas incertezas, incredulidade no nosso trabalho, mas, está aqui o resultado final. Obrigado a todos que contribuíram para que conquistássemos este selo”.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Câmara afasta prefeito de Timbiras e dará posse à Eduardo Luz nesta terça-feira


Em sessão ordinária encerrada por volta das 22h30 desta segunda-feira (19) dois terços dos atuais 9 vereadores de Timbiras votaram pelo afastamento do prefeito Nonato Pessoa do comando da Prefeitura.  A Comissão Processante teve à frente o edil Manoel Rocha – como presidente, Mixirico, o relator, e Irmão Thor, membro.

Como apurou o blogdoacelio, o municipalista Orlando Almeida, filho e político de Timbiras, que apoia o atual vice-prefeito da cidade, Eduardo Luz, existem denuncias de má versação de dinheiro público do IPAM e uma série de outras irregularidades.

Fala-se que o prefeito também não informa nada para a Câmara, não estava fazendo o repasse no percentual pré-estabelecido e desrespeitou todas as convocações da Câmara.

Com o afastamento de Nonato, a Câmara dará posse hoje, às 19h30, em sessão extraordinária, ao vice Eduardo Luz que deve governar a cidade até o dia 31 de dezembro de 2012. Com informações do blogdoacelio.com.br

Vice-prefeita eleita de Coroatá recebe prêmio do UNICEF


A vereadora Neuza Muniz (PMDB), assistente social e a partir de 2013 no cargo de vice-prefeita, acumula várias vitórias e prêmios na sua vida pública e profissional. Este ano promoveu Alto Alegre do Maranhão a receber o Selo Unicef dada a boa gestão dos programas sociais do Governo Federal, naquele município.

O  trabalho realizado na Prefeitura de Alto Alegre, na promoção dos direitos de crianças e adolescentes, galga o reconhecimento internacional por ter alcançado o objetivo de melhorar  a qualidade de vida de crianças e adolescentes através da melhoria dos indicadores sociais  daquele município.

O prêmio será concedido no dia 29, em Brasilia. Dra. Neuza e prefeito de Alto Alegre, Dr. Liorne Branco, irão receber o prêmio em uma cerimonia com a presidenta Dilma Rousseff e varias autoridades.

Dra. Neuza recentemente fora nomeada perita oficial da 7ª Vara Federal para os benefícios indeferidos das pessoas com deficiência  junto ao INSS.  Foi eleita vice-prefeita na chapa Teresa Murad.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Prefeita eleita de Coroatá Teresa Murad anuncia equipe de governo

No embalo da festa da vitória, realizada no último dia 03, a prefeita eleita de Coroatá Teresa Murad (PMDB) anunciou a sua equipe de governo. Foi uma primeira lista de secretários que irão compor a nova Administração Municipal.

Ao todo foram divulgados oito nomes. Para a pasta da Assistência Social está indicada a vereadora Neuza Muniz (PMDB), a candidata eleita a vice-prefeita. O advogado Eliás Moura irá ocupar o cargo de Procurador Geral do Município. À frente da Casa Civil ficará o coordenador de campanha da prefeita eleita, Winglitton Rocha Barros, o China, ex-jogador da seleção brasileira de Handbool que foi ouro no Pan de Santo Domingo-2003.

As outras secretarias ficarão compostas conforme a lista:
_____________________________________________________
Saúde/Jocimar Pereira - ex-gestor Regional de Saúde, eleito vereador no último pleito
Educação/Joelson Gonçalves -  Professor
Meio Ambiente/Hanilton Teixeira – Bancário
Planejamento, Orçamento e Gestão/Manoel Ponte – Administrador
Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura/Feliciano Marques – Administrador
_____________________________________________________

Reprodução: TV Cidade (Rede Record-Coroatá/MA)

A prefeita eleita Teresa Murad prometeu divulgar a equipe completa de governo antes de janeiro. Teresa acenou para a criação de secretarias extraordinárias para a cobertura de outros setores. Teresa foi eleita com 53,65% dos votos válidos. Teve apoio do deputado estadual licenciado e secretário de Estado da Saúde Ricardo Murad (PMDB). Venceu o petista Domingos Alberto, que teve 46,35% dos votos válidos. Veja o pronunciamento:

Reprodução: TV Cidade (Rede Record-Coroatá/MA)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Secretário Max Barros lança edital para término de construção da MA-020


Acompanhado do secretário de Saúde Ricardo Murad e prefeita eleita Teresa Murad (PMDB), o secretário de Infraestrutura Max Barros visitou Coroatá, nesta quarta-feira, 24, e fez, por ordem da governadora Roseana Sarney, o lançamento do edital de licitação para o término, até final de 2013, da construção da MA-020, estrada que liga Coroatá ao município de Vargem Grande, no Leste maranhense.

Max Barros, que inspecionou trechos em obras, salientou que a governadora atendeu a pleito do secretário e deputado licenciado Ricardo Murad (PMDB) que esteve em audiência com Roseana Sarney, juntamente com a prefeita eleita de Coroatá, buscando a antecipação do processo licitatório para a estrada de 70 km ligando Coroatá a Vargem Grande. Em 26 de novembro será anunciada a empresa vencedora da licitação. Veja reportagem da TV Cidade (Record/Coroatá-MA)


Os recursos para a obra, segundo Max Barros, já estariam garantidos através do BNDES com validade para 2013. Disse que, por conta da solicitação, o Estado irá antecipar o processo por meio de recursos próprios.

Barros lamentou o infortúnio quando por duas vezes empresas contratadas chegaram a falhar compromisso de contrato, impedindo a efetiva concretização da pavimentação da MA-020 há muito tempo atrás.

Na primeira etapa, 20 km de asfalto já foram aplicados. Ao todo serão pavimentados 70 km. Agora três pontes estão sendo edificadas, nas proximidades do município coroataense, nos povoados Montenegro, Barragem e Poço Comprido.

O secretário de Saúde dirigiu-se ao povo agradecido pelos votos dedicados à Teresa. Ressaltando a atenção da governadora para com Coroatá e Região, Ricardo aposta na MA-020 com estrutura viária qualificada.

POÇOS – Sobre outra frente de trabalho que visa o abastecimento d’água potável às áreas mais carentes do Município, Ricardo noticiou que já está liberada a segunda etapa de perfuração de mais 10 poços artesianos para a Zona Rural de Coroatá, além dos serviços já em execução para a entrega dos 15 primeiros poços, totalizando 25 unidades.

Foi sinalizada a liberação de recursos para a construção de cacimbões em áreas mais isoladas. Neste caso, assim como em relação à segunda etapa de poços artesianos, a prefeita eleita é quem irá definir geograficamente os pontos de instalação dos novos sistemas de água.

PIRAPEMAS – Ao secretário de Infraestrutura, Ricardo e Teresa apontaram algumas necessidades da MA-332, estrada Coroatá a Pirapemas.

Manifestaram a intensão de recuperar provisoriamente as pontes de madeiras, com colocação de bueiros, ainda neste ano, antes do inverno. Desejam, para 2013, a solução definitiva para a MA-332.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Ricardo Murad determina a construção de vários poços artesianos em Coroatá

A exemplo do compromisso de construção da estrada de Vargem Grande, a MA-020, que segue em ritmo considerável com a edificação em concreto das pontes do Montenegro, Barragem e Poço Comprido, o secretário Ricardo Murad consagra a assertiva de que a vontade do Governo está acima de qualquer visão mesquinha ou de oportunismo eleitoreiro.

Fruto de um projeto de desenvolvimento regional, 15 poços artesianos, em uma primeira etapa, estão sendo perfurados em Coroatá. Ao contrário do que foi dito, durante as eleições, por políticos malfeitores, as obras são resultado de uma ação continuada, com expansão prevista para mais três etapas.

A primeira etapa em execução firma a perfuração de 15 poços. Esta ação abrange a Zona Urbana, atingindo a Vila Maranhense, no bairro da Mariol. O poço está concluído. Mais 14 poços estão na Zona Rural. Com poços já perfurados, foram contemplados os povoados: Km-9, Santo Ezídio, Eira, Boa Vista do Evaristo, Forquinha, São Luís do Bode, Mocambo, Mantinga, David e Pedras. (imagens TV Cidade)



A primeira comunidade beneficiada foi a do Km-9, no mês de setembro. Nesta comunidade ficou registrado o alcance social do Projeto da Secretaria de Estado da Saúde. Poucas famílias foram contempladas, fazendo valer o propósito humanizado do programa, que cobre áreas mesmo com número reduzido de habitantes. Trata-se de uma ação voltada para todos, aqueles mais humildes que sofrem com a escassez da água.

Todos os poços têm profundidade de 120 metros. Contam com transformadores de 15 KVA. Além dos poços, serão construídas redes de distribuição com caixas d’água para 15 mil litros. As caixas serão instaladas a uma altura de 08 metros.

Ao todo, a Saúde investirá cerca de R$ 3 milhões. Esta primeira etapa tem prazo de execução de 90 dias. Cinco máquinas encontram-se atualmente perfurando outros poços nos povoados: Santa Margarida, Garimpo, Maracajá e Jaqueira.




A construção dos poços é uma ação bem diferente do que fez a Administração Municipal. Gestão malsucedida que deixou muitos povoados sem o abastecimento d’água. Entre as vítimas, estão os moradores do Garimpo, Mocambo, Mantinga e Maracajá, que ficaram sem a conclusão dos poços da FUNASA.

A gestão Amovelista contou com recursos de mais de 1 milhão e meio de reais para a construção de mais de 15 poços e não o fez.


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Teresa Murad, por ofício, busca relatório de situação administrativa municipal

Por Carlos Filho/Coroatá – Transcorrida a eleição e proclamados os eleitos pela Justiça Eleitoral, medida pertinente tomou a prefeita eleita de Coroatá Teresa Murad (PMDB). Seguindo o rito, após 10 dias de sua proclamação, a peemedebista encaminhou ao atual prefeito Luís da Amovelar expediente formal com o fim de tomar conhecimento oficial da situação administrativa municipal.

A ação da prefeita eleita foi tomada na última sexta-feira, dia 19. Teresa Murad, através de Assessoria Jurídica, quer tomar ciência dos sumários de investimentos dos últimos 4 anos. Foram requisitados a Lei Orgânica atualizada, o Estatuto dos Servidores, o Plano Diretor, Código Tributário, Código de Postura, PPA, LDO e LOA para 2013.

No expediente consta solicitação da relação das dívidas do Município por credor, com datas dos respectivos vencimentos, das medidas necessárias à regularização das contas junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da União (TCU), referentes a processos que se encontram pendentes. Também interessa a situação dos contratos com empresas concessionárias de serviços públicos. Na requisição está a relação dos contratos para execução de obras já em andamento ou apenas formalizados, com o que foi realizado e pago, bem como o que há para realizar e pagar.

Sobre transferências, Teresa Murad observa a importância sobre a transparência em relação a créditos da União e do Estado contidos em convênios.

Na esfera do funcionalismo público, também em consonância com o Art. 156 da Cosntituição Estadual e demais preceitos legais, faz-se urgente o fornecimento da relação dos servidores municipais efetivos e comissionados, com respectiva lotação e remuneração.

A prefeita eleita, segundo o Jurídico, deseja que não haja descontinuidade na gestão pública no âmbito das ações, projetos, serviços e programas em andamento.

Está escrito no ato da prefeita que o interesse público recomenda a instalação de Comissão Mista de Transição de Governo, tal como previsto para o Governo Federal, como estabelece a Lei nº 10.609/2002, regulamentada pelo Decreto 4.298/2002.

Membros do Tribunal de Contas do Estado visitam Prefeitura de Coroatá

Concomitantemente à avalanche de informações negativas a respeito da situação administrativa municipal, eis que aparece no centro de Coroatá sinais concretos de visita de representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE) junto à Prefeitura. Em plena Praça José Sarney, pelo menos, na tarde desta terça-feira, 23, duas viaturas do TCE encontravam-se estacionadas em frente à sede do Poder Executivo.

Não se tem notícias, ao menos oficial , sobre o trabalho do TCE em Coroatá. Tradicionalmente, o Tribunal executa habitualmente diligências investigativas. E não é para menos, pois, sobre a administração local o que mais a opinião pública tomou conhecimento, nos últimos oito anos, não se afasta um só milímetro daquilo que se conhece por ato de corrupção na máquina pública.

Ação Penal – De fato e de concreto, cita-se contra o atual prefeito, como ação mais contundente, a recente investida do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ). No início do ano, Amovelar fora surpreendido ao tomar conhecimento que teria de responder Ação Penal por não ter apresentado, dentro do prazo legal, ao TCE, a prestação de contas do exercício financeiro de 2009.

A 2ª Câmara Criminal do TJ recebeu denúncia do Ministério Público Estadual para instauração da Ação Penal. Embora a defesa tenha alegado entrega das contas mesmo com atraso de um mês, o prefeito foi considerado inadimplente. Cometera crime de responsabilidade. A Justiça entendeu que a questão é de moralidade administrativa, não de efeito econômico da prática.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Candidato derrotado metralha Justiça, promotores e polícia de Coroatá

DOMINGOS ALBERTO (PT) USOU MAL MÍDIA ALIADA CONTRA RESULTADO DE ELEIÇÃO. NA TV, MENOSPREZOU POVO, TAXOU ADVERSÁRIOS DE BANDIDOS, ATRIBUIU A FISCAIS A ORGANIZAÇÃO DE MILÍCIAS

Por Carlos Filho/Coroatá – É repugnante a manifestação do candidato derrotado, em sua primeira aparição pública depois das eleições. Atribuir a quase um terço da população coroataense a pecha de vendedor de voto traz à tona a assertiva de que o pleito fora, ao contrário, absolutamente a expressão da verdade, do desejo da maioria que concedeu a cadeira de prefeito à Teresa Murad (PMDB).

Por intuição e sabedoria, o povo percebeu que receberia de troco essa acusação infame do candidato petista e respondeu ao insulto.

Sabe-se que a abstenção tem sido um fenômeno universal. Ela se arrasta há longo tempo na maioria dos municípios brasileiros. O nível de abstenção no país chegou a 16,41% – Quiçá dada a pouca crença depositada às instituições políticas e aos maus políticos. A abstenção, no Maranhão, não foge a este quadro. Proporcionalmente, o Estado teve maior índice de abstenção, onde 19,62% dos eleitores não votaram.

Especificamente, Coroatá não é caso isolado, mesmo tendo a abstenção chegado ao índice de 26,60% – o correspondente a 12.060 eleitores faltosos, não muito diferente da ausência dos 8.906 eleitores em 2008. Em Codó o índice foi pior: 31,99% – o equivalente a 25.830 eleitores. Timbiras ficou à frente com 28,25% e Peritoró não se distanciou de Coroatá, chegou a 22,74%.

Insistente, o petista acusou até a classe política, acusou oponentes sem provar nada. Mesmo refutado por fontes ligadas à candidata peemedebista, fez acusações levianas, sem o menor escrúpulo. Nem durante campanha apresentou qualquer denúncia consubstanciada.

O petista foi cruel com alguns coroataenses que se dispuseram a ser simples fiscais da Coligação vencedora para o combate à corrupção eleitoral. Coroataenses foram taxados como membros de “milícia”. No entanto, batidas policiais deram flagrantes de porte de arma ilegal justamente em membros aliados do petista, da própria Guarda Municipal.

A falta de equilíbrio e senso político veio ao ápice, quando o petista resolveu metralhar a Justiça, o Ministério Público e também a Polícia. Enfaticamente, foi à beira da loucura. O petista “surtou”, chegou ao despautério de xingar os adversários.

Sobrou ao petista, à boca miúda, a adjetivação de asqueroso. Desqualificado, também pelo escrutínio da votação, a postura do rídico sobressaiu-se. O petista, considerando a sociedade ente ignorante, impôs o estupido cálculo de que os seus votos, de 14.095 eleitores, valeram mais do que os dos outros – os 16.314 de Teresa Murad.

O cume da ignorância veio também na tese de que 100% dos eleitores da sua adversária não acreditavam na vitória dela.

No programa da Prefeitura, o derrotado dissimuladamente ocultou a maldade de um carrasco fora da Lei, quando colocou a máscara de defensor do seu eleitorado e do povo coroataense. Ele, concomitantemente, executa com o seu grupo processos de demissões de servidores municipais.

Veja como o petista agrediu autoridades do Judiciário, do Ministério Público e da polícia de Coroatá:

Reportagem – TV Cidade

_________________________________________ 
SAIBA MAIS SOBRE COROATÁ

O grupo do petista, que administra a Prefeitura, realizou concurso, mas os aprovados em sua totalidade não foram chamados. A justificativa do concurso previa, em sua essência, a urgência de lotação nos cargos propostos. A crítica aponta para a suspeição de que, durante o processo eleitoral, todos teriam ficado como instrumentos de manobra em favor de um projeto partidário.

A administração acumula um cabedal de ações malfeitoras. Pouco cuidou da saúde da população. Nunca construiu um Matadouro Público. Não se importou com a distribuição, ao povo coroataense, de carnes contaminadas.

O grupo Amovelista, liderado pelo prefeito Luís da Amovelar (PT), prega, como bandeira de luta, a expressão “liberdade”. Mas, o povo e a oposição reclamam desta “liberdade”. É recorrente junto à opinião pública, que aquela liberdade tenha servido apenas para:

O enriquecimento incompatível de aliados;
A amnésia sobre a alternância de poder;
O golpe do Convênio 194 contra a padroeira de Coroatá;
O golpe do Show de Davi Sacer;
A não devolução da taxa do primeiro concurso;
Instrumentalizar a força bruta da Guarda Municipal contra sem-tetos do Aeroporto;
A inexecução dos poços da FUNASA/PAC-2009;
O corte do fornecimento d´água na periferia da Cidade;
O fornecimento demerenda com farinha seca e carne crua a estudantes da Zona Rural;
A ineficácia e péssimas condições do transporte escolar;
O relaxamento da regulamentação do trânsito;
A cidade esburacada;
O abandono das pontes e estradas.

A “liberdade” serviu apenas para hospedar os urubus que tomam de conta de Coroatá e serviu para o patrimônio público ficar abandonado.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Assembleia concede título de cidadania ao prefeito de Codó, Zito Rolim


O prefeito da cidade de Codó José Rolim Filho é o mais novo cidadão maranhense. O gestor recebeu a honraria nesta quinta-feira (14), em cerimônia realizada em um plenário lotado da Assembleia Legislativa.

A cerimônia foi iniciada com um discurso da deputada Graça Paz (PDT), autora do requerimento, que destacou a trajetória de vida do homenageado, principalmente a partir de 1972, quando chegou ao Maranhão.

“Desde sua chegada, o senhor tem dado uma contribuição de extrema importância para Codó e todo o Estado e a partir de hoje cria laços ainda mais fortes com o povo maranhense. Esta homenagem nada mais é do que um reconhecimento ao intenso trabalho que o senhor tem desenvolvido em todos estes anos”, disse a parlamentar, antes de entregar o título, ao lado do também deputado César Pires (DEM).

Bastante emocionado, Rolim agradeceu a homenagem, embora, em suas próprias palavras, já se considere maranhense há muitos anos. “Este é um dos atos mais importantes de minha vida e fico muito feliz em poder compartilhar com minha família, tantos amigos, sejam eles políticos ou não. O Maranhão, que sempre me deixou impressionado com a força de sua gente e a fertilidade de suas terras, é um Estado muito rico e que sempre acolheu muito bem pessoas que trabalham para seu desenvolvimento”, afirmou.

Coube ao presidente da Assembleia as palavras finais de agradecimento. Nelas, Arnaldo Melo elogiou Zito Rolim. “Ouvi suas palavras emocionadas, a história de um nordestino que enfrentou dificuldades e venceu na vida. Por isso a Assembleia Legislativa aprovou o requerimento concedendo a sua cidadania maranhense”, finalizou.

Política – Ingressou na política em 2000, lançando o seu nome a julgamento popular como candidato a prefeito, entretanto não foi eleito. Nas eleições de 2004, candidatou-se novamente a prefeito, pelo Partido Verde (PV), obtendo 21.492 sufrágios, sem êxito.

Zito conseguiu ser eleito prefeito de Codó em 2008, com 49% dos votos válidos, contra 46% do adversário e ex-prefeito, Biné Figueiredo, do PDT.

[Agora, em 2012, foi reeleito pela coligação ‘Codó no rumo certo’, com 23.075 votos (45,35%). Bine Figueiredo (PDT), da coligação ‘A vontade do povo’, ficou com 19.509 (38,34%)]
______________________________________________________
LEIA MAIS SOBRE ZITO ROLIM:


Ele é membro do Instituto Histórico e Geográfico de Codó, ocupante da cadeira n° 16, que tem como patrono René de Matos Bayma, é uma grande liderança política de Codó.

Zito Rolim nasceu na cidade de Cajazeiras, na Paraíba, filho primogênito do casal de lavradores José Rolim e Maria Nilce Gonçalves Rolim, nasceu em 8 de outubro de 1956. Cresceu em meio às adversidades oferecidas pelas terras secas do sertão paraibano.

No ano de 1972, veio para Codó, com o objetivo de trabalhar com o seu tio Raimundo Rolim. Em 1975, iniciou sua vida empresarial, tendo como atividade principal o comércio atacadista de cereais.

Com o sucesso alcançado na sua atividade comercial, em 1988, ampliou sua área de atuação comercial, implantando a atividade agropecuária, e a partir de 1995 adentrou ao ramo de móveis e eletrodomésticos.

Fonte: Agência Assembleia/Wikipedia

terça-feira, 3 de abril de 2012

Coroatá tem o repasse do Saúde da Família suspenso

Está em toda mídia nacional o resultado desta Administração Municipal de Coroatá desastrosa. São informações irrefutáveis do Ministério da Saúde (MS) e do Meio Ambiente (MMA).

O MS suspendeu o repasse de recursos relativos ao último mês de fevereiro para o custeio de 278 Equipes de Saúde da Família, 284 Equipes de Saúde Bucal e 1.940 Agentes Comunitários de Saúde que atuam na Estratégia Saúde da Família (ESF) em 320 municípios. A suspensão dos incentivos financeiros foi motivada por duplicidade de cadastro de profissionais da ESF, apontada pelo Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES).

A Portaria 563, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (11), informa a lista dos municípios que deixaram de receber a parcela de dezembro do incentivo financeiro correspondente ao Piso de Atenção Básica (PAB) Variável e também das equipes e agentes que apresentaram problemas no SCNES. Com os recursos são restabelecidos no momento em que as inadequações são solucionadas, a suspensão não representa a interrupção da Estratégia Saúde da Família e do Programa Brasil Sorridente nessas localidades.

COROATÁ – Na lista dos municípios maranhenses que tiveram os recursos suspensos estão: Alcântara, Amarante do Maranhão, Capinzal do Norte, Caxias, Centro do Guilherme, COROATÁ, Cururupu, Estreito, Graça Aranha, Icatu, Igarapé Grande, Monção, Pindaré-Mirim, Pinheiro, Pio XII, Santa Helena, Santa Inês, São José de Ribamar, Timbiras, Tuntum, Viana.

Esta é a revolução na Saúde como colocou durante encontro da CGU, em Coroatá, o prefeito Amovelista Sucumbido. É a Nova Coroatá que o povo NÃO faz.

Mas, Coroatá desponta com mais Rankings de primeira. Está em outra lista com os 20 municípios maranhenses que mais desmatam: Aldeias Altas, Alto Parnaíba, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Buriti, Caxias, Chapadinha, Codó, COROATÁ, Grajaú, Parnarama, Riachão, Santa Quitéria do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, São João do Soter, Timbiras, Tuntum, Urbano Santos e Vargem Grande.

A informação é do Ministério do Meio Ambiente. Outra Portaria identifica as cidades prioritárias no monitoramento e controle do desmatamento ilegal no bioma. Coroatá desmatou mais de 25 km² entre 2009 e 2010.

Veja o que diz a Portaria 563 

Com informações de Agência – Ascom/MS/MMA